sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O último post de 2010

Como é de costume, o fim de ano serve para fazer um balanço de como foi o ano. Se as metas foram cumpridas, se os objetivos foram alcançados. No fim de 2009 e no começo de 2010 falei sobre isso, sobre planejar. Não falarei de novo sobre isso.
Gostaria apenas de agradecer a você que teve paciência para ler os posts, espero que eles tenham contribuído, mesmo que apenas um pouco. Espero que volte mais vezes ano que vem.
Desejo um ótimo 2011, que você possa buscar a vontade de Deus para sua vida.
Agradeço a atenção e feliz ano novo!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Comunicação: (pode ser) a origem do problema.

Você já parou para perceber que muitas vezes os relacionamentos sofrem problemas por falta ou falha na comunicação?
Existe aquele "disse que me disse", que começa com um simples floco e depois pode acabar se tornando uma gigantesca bola de neve. Isso acontece porque aquilo que é contado, dificilmente será repassado exatamente da mesma forma, então as alterações começam pequenas e no fim, o fato já muda completamente.
Qualquer tipo de relacionamento sofre com esse problema.
A ausência de comunicação também é um assunto sério. Porque um decide uma coisa, não fala para o outro e vice-versa, depois as ideias se chocam e podem acontecer vários desencontros e os "ahh eu achei que você ia...". Não sei porque fazemos isso, às vezes parece que achamos que conseguimos prever o que o outro fará, e os "achismos" acabam atrapalhando.
Alguns exemplos são os filmes normalmente de comédia romântica que os personagens principais por causa de algo pequeno se desentendem e só conseguem perceber o que aconteceu no fim do filme.
Nos casos reais e mais sérios as discussões resultam em brigas feias, algo que acredito que ninguém quer pra alguém que gosta(seja amigos,namorada/o,família,etc.).
Então é importante "cortar o mal pela raíz",ou seja, se comunicar. Sempre esclarecer as coisas. Tenho certeza que se isso acontecesse haveria bem menos desentendimentos entre as pessoas.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Bem focados

Aqueles que decidem por seguir o caminho de Cristo, percebem que esse caminho nem sempre será aplanado. Normal um caminho ter buracos, desníveis, pedras, como diria Carlos Drummond de Andrade. E assim como ele diz no poema, as retinas podem ficar fatigadas. O caminho então começa a ficar longo, começam a aparecer atalhos e o foco pode começar a se perder.
A partir do momento em que começamos a buscar mais as coisas que Cristo pode nos dar do que o próprio Cristo, alguma coisa está errada. É preciso estar focando novamente o olhar, para aquilo que realmente é importante. As coisas materiais ficarão, mas Cristo é Eterno. No livro Caçadores de Deus de Tommy Tenney, ele escreve para buscarmos o Abençoador e não as bençãos. E isso é uma verdade, quando estamos com Aquele que abençoa, as bençãos serão consequencias. Se o foco estiver começando a se perder, pare, e volte a se concentrar Naquele que merece nosso foco, que é Cristo Jesus. Você perceberá que o caminho pode ser longo, às vezes árduo e com pedras, mas valerá a pena percorre-lo.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Novas experiências,novas vivências

Já estamos no fim de 2010 e não sei como foi o balanço do seu ano, se foi bom, ruim ou simplesmente mais um ano. Mas, já adiantando um post para o ano que vem, que tal ter novas experiências e acrescentar vivências? Coisas que você sempre quis, mas nunca tentou, se forem convenientes por que não tentar?
Isso acrescenta nas nossas vidas, nos ensina mais. É importante experimentar coisas novas, claro, que como já disse, coisas que são convenientes, ou seja, que não são prejudiciais.
Nunca é tarde para sonhar e tentar. As vezes podemos ser muito beneficiados com as novas experiências, podemos sentir coisas indescritíveis, ainda mais quando as novas experiências estão relacionadas com Deus.
Buscar mais de Deus, ter mais contato com Ele, nos levará a ter novas experiências com o Espírito Santo e com certeza isso pode ser muito bom e incomparável.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O poder do perdão pode estar no modo de pensar

Estava pensando, quantas vezes ficamos rancorosos com alguém por causa de um erro e acabamos esquecendo as outras coisas que a pessoa fez de bom para nós?
Vejo que pessoas que guardam mágoas e rancores normalmente ficam marcadas por um fato, sendo que pode ser que haja muitos outros fatos bons que ela simplesmente acaba ignorando.
É difícil ser decepcionado, talvez traído. Se colocarmos na balança é bem capaz de a mágoa ter mais peso do que os benefícios, talvez porque nosso coração tende a ser assim, talvez porque ainda há uma ferida.
Mas o poder do perdão pode estar no nosso modo de pensar, olhar por outro ângulo pode fazer difirença na hora de pesar os fatos. Aqueles que são mais próximos tem mais chances de nos desapontar, mas em vez de pensarmos no erro cometido, por que não levar em conta os acertos da pessoa no passado? Acredito que isso pode evitar muitas dores e mágoas profundas.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Alguns aspectos são imutáveis

Certas atitudes que temos não conseguimos entender, algumas delas até gostaríamos de mudar, mas não conseguimos. Às vezes ficamos pensando em um erro cometido, em uma gafe, uma fala errada e parece que a cena se repete em nossa mente diversas vezes.
Não há como voltar no tempo, então lamentar e ficar se condenando por aquilo é totalmente desnecessário. Temos que aceitar que não somos perfeitos e não seremos, que cometeremos erros até os nossos últimos dias.
Isso é imutável e por mais que aquilo nos incomode, devemos deixar para trás, superar os erros, as gafes e afins. O pensamento de "o que os outros pensaram?" é normal, mas às vezes aquilo foi somente momentâneo para eles e nós que ficamos imaginando milhares de coisas. Já disse e repito, errar é humano, e sempre será. Não vamos deixar que os nossos erros nos atrapalhem a viver.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Dê asas a sua imaginação

Essa semana me deparei com alguns vídeos na internet onde as pessoas são muito criativas, a tecnologia têm ajudado as pessoas a "darem asas a imaginação".
Com a criatividade que você possui, o que você tem feito? Percebi que às vezes temos medo de expor nossas idéias por achar que elas serão ridicularizadas, talvez até sejam, mas ao mesmo tempo podem ser coisas que ninguém pensou ainda. Hoje há o que colocam como "liberdade de expressão", ou seja, você se expressar da forma que quer e a internet é uma ferramenta de divulgação muito grande, é isso que estou fazendo agora.
Somente aqueles que arriscam conseguem chegar ao destino certo, quem fica com medo de tentar jamais sai do lugar. Deixe sua imaginação fluir, arrisque, você pode ser bem sucedido por ter essa ousadia.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Qual é o motivo de tanta alegria?

Você já parou para perceber que muitas, e quando eu digo muitas, são muitas mesmo, pessoas sentem "alegria" por causa dos outros? Mas falo isso no sentido pejorativo, satirizar o outro é motivo de riso e prazer para alguns, mas nem sempre para quem está sendo satirizado. Gostaria de entender porque o ser humano sente prazer em provocar o outro e não só isso, mas também ver o outro sair na pior.
Isso não começa na adolescência ou na vida adulta, mas desde a infância há pessoas que se sentem felizes por pertubar as outras. Há provocações que são brincadeira, mas outras são motivo para dizem nas entrelinhas "eu sou melhor que você".
Afinal, qual é a graça de ver o outro sendo prejudicado? E se você estivesse no lugar dele? Como se sentiria?
Não acho que devemos ser como máquinas, sem sentimentos, sem expressões, mas que deveríamos retirar alegria, prazer de uma forma sensata, porque vidas são extremamente importantes, não é igual ao jogo de video-game onde se consegue outra quando você morre, quando morremos não voltamos para essa vida, mas vamos para a eternidade.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Confiança

Há uma música que diz "A confiança é mais que um ideal pra formar amigos...", isso é real, amizade requer confiança. Acredito que é subjetiva a questão de confiar, cada pessoa dá um valor para isso, mas de qualquer forma, vejo a confiança como algo de valor.
Confiar em alguém e ter a confiança de alguém é muito sério, num relacionamento por exemplo, o marido que não confia na esposa acaba sendo exageradamente ciumento. A confiança deve ser mútua, um deve confiar no outro, não digo somente em um casamento ou namoro, mas em qualquer tipo de relacionamento.
Se alguém confia em você, não perca essa confiança, não dê motivos para que a pessoa deixe de confiar, porque acredito ser muito mais fácil conquistar a confiança de alguém do que reconquistar.
Quando a confiança no outro é muito grande e há uma quebra nessa confiança, é difícil voltar a ser a mesma. Não digo que é impossível, mas é difícil, na perda de confiança entra a questão do perdão que já escrevi em um outro post.
Que possamos valorizar aqueles que confiam em nós e caso alguém que confiamos falhe, que haja perdão, por mais difícil que isso seja, afinal, qualquer um está sujeito ao erro. "A confiança é mais que um ideal pra formar amigos..

sábado, 27 de novembro de 2010

A reconstrução do edifício demolido

É triste ver pessoas disfarçando ou tentando se enganar quando algo em seus corações está destruído. É normal e acho que um sistema de auto-defesa tentar se distrair com outras coisas e fingir que está tudo bem, mas quando ficamos sozinhos, a dor volta e a tristeza toma o coração.
Uma coisa é certa, a vida segue, mas a ferida continua aberta e quando ela é tocada, dói bastante.
Finais de relacionamento (sejam eles casamento, noivado, namoro ou até mesmo uma amizade) é uma situação muito complicada, quando se está acostumado a viver com alguém e aquilo muda, é necessário uma readaptação, porque parece que falta algo.
É preciso então começar a reconstruir o que foi demolido, juntar os cacos do coração que estão espalhados e cola-los novamente. Na maioria das vezes essa colagem dos pedaços quebrados acontece gradualmente, é um processo natural e requer tempo. Mas, encontramos por aí pessoas que não reconstroem totalmente seus corações, então surgem as pessoas amarguradas. Pessoas que sofreram um grande trauma e que lá no fundo estão com medo de enfrentar aquilo de novo, para evitar isso, se fecham, fingem que está tudo bem e que não precisam de ninguém.
Ao nos depararmos com a adversidade e ter o coração quebrado não podemos simplesmente desistir de viver e de amar. Fazer isso não trará benefício nenhum, o máximo que poderá acontecer é uma camuflagem dentro do ambiente, ou seja, uma vida de aparência. Mas nem tudo é o que parece ser, a constante alegria pode ser uma amarga tristeza e os sorrisos podem esconder lágrimas de dor que no fundo atormentam o coração.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

domingo, 14 de novembro de 2010

A influência do contexto

É muito comum vermos pessoas utilizando argumentos avulsos para justificarem seus apontamentos. Por exemplo, pegam metade de uma frase e juntam com metade de outra formando uma frase que aparentemente tem muito sentido.
Vou citar um exemplo bíblico "Tudo posso naquele que me fortalece."Uma frase clássica, e quando usada fora de seu contexto, as pessoas acham que são invencíveis por crerem em Deus. Não é isso que Paulo quis dizer, pouco antes dessa parte, ele fala que já tinha experimentado os mais diversos tipos de problemas, mas que Deus o ajudou a passar por todas as dificuldades.
Por isso, devemos ter cuidado com o que nós ouvimos e acreditamos, porque aquilo pode estar descontextualizado, ou seja, fora de seu significado original. E já vi muitas pessoas fazendo isso para que os outros acreditassem nelas.
Uma outra coisa que acho perigoso é tentar explicar, interpretar a fala de alguém, sem ter fundamentos para isso. Por exemplo, você já viu polêmicas com entrevistas de jogador de futebol? Eu já, e muitas, e aí um comentarista vai e fala "Não, porque o jogador quis dizer isso...", como ele pode ter certeza dessa afirmação? Talvez eles façam isso para ter o que falar e repercutir o assunto, mas só o jogador pode afirmar o que ele quis ou não dizer. Ou estou errado?
A questão do contexto é muito séria e importante, devemos ficar sempre atentos a ela.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

E ainda batemos na mesma tecla...

Ok, no último post falei sobre fraqueza, que somos falhos e de fato isso é verdade. Mas por que?
Por qual motivo mesmo sabendo que algo é errado muitas vezes fazemos e até de forma inconsciente.
Não é legal errar, muito menos saber que erramos de novo na mesma coisa. Acaba se tornando digamos que uma tortura.
É estranho isso, como se tivesse uma torta de chocolate na mesa e um aviso escrito "NÃO COMA", mas a fome vai aumentando, os olhos também...resultado: Fim da fome e fim da torta. Mas por que?? Por mais que eu soubesse que não era para comer, eu comi.
Há uma resposta bíblica para isso.
Paulo diz em Romanos 7:15 "Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio".
E um pouco depois no versículo 18 até o 20 "Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo. Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim."
Ou seja, é de nossa natureza continuar errando, faz parte de nós. Tem solução? Bem, por um lado sim e por outro não. Como assim?
Continuaremos errando enquanto estivermos vivos, mas quando erramos temos o perdão em Jesus Cristo. 1 João 1:8-9 "Se afirmamos que estamos sem pecado, engamos a nós mesmos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a injustiça".
O erro a que me refiro não é somente fazer algo errado, mas assimilo ao pecado também. E qual seria a definição de pecado?
Ouvi uma definição simples e certeira do pecado: "Todas as vezes que agimos como se Deus não existisse. Quando vivemos somente e exclusivamente para nós mesmo e não para Deus", dito por Juliano Son.
Resumindo tudo, nós continuaremos errando porque isso está intrínseco a nós, mas podemos alcançar sempre a misericórdia e o perdão de Deus, se nós assumirmos nossos pecados, porque o perdão e a misericórdia são intrínsecos a Deus.
Não fique se condenando e nem remoendo seus erros, mas peça perdão, levante a cabeça e continue em frente, a vida deve continuar...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Deus? Deus é para os fracos...

Com a tecnologia aumentando dia após dia junto com as diversas descobertas da ciência, a tendência do homem é ser independente de crenças, religiões e afins, já que sua capacidade é comprovada a cada nova pesquisa.
Em parelelo nós temos pessoas se apegando ao deus gênio da lâmpada mágica, que realiza todos os desejos e traz prosperidade material imediata; ao deus indiferente com a humanidade, que está pouco se importando com o que os homens fazem; as "outras vidas que elas já tiveram". Infelizmente, muitas pessoas que acreditam nessas acima, se decepcionam e o resultado é: decidem não querer mais saber de Deus.
A frase é "Deus? Deus é para os fracos...", ou seja, "EU consigo sozinho", "EU posso pelas minhas mãos", "você sabe quem EU sou?". Deus se tornou uma "válvula de escape" ou uma criação das igrejas para conseguir mais fiéis.
Nós podemos muitas coisas sim, sem sobra de dúvidas, mas somos limitados, Deus é para os fracos? Sim, é para os fracos. E você acha que você é o que? Desculpe, mas se você for perfeito aí posso considerar que você é forte e auto-suficiente, do contrário, você também é fraco, se você erra você é fraco. Isso mesmo, fraco. Sim caro leitor, desculpe, mas essa é a realidade.
Somos seres imperfeitos e reconhecer isso é muito importante, reconhecer que Deus é Perfeito, também. Podemos chegar até um certo ponto sozinhos, mas com Deus podemos ir além, não pelas nossas forças, mas pela força Dele. Não estou falando de realizações como sermos os melhores naquilo que fazemos ou nos tornamos superiores aos outros, quero dizer que somos frágeis e quebráveis, mas Ele nos protege e nos levanta quando estamos caídos.
Olhando para dentro de nós mesmos não há como não reconhecer, somos fracos e precisamos de Deus. Acredito que aqueles que reconhecem a fraqueza e a necessidade de Deus, terão no futuro a alegria e a vida eterna.
"Nossa esperança está no SENHOR; ele é o nosso auxílio e nossa proteção. Nele se alegra o nosso coração, pois confiamos nos seu santo nome. Esteja sobre nós o teu amor, SENHOR, como está em ti a nossa esperança." (Salmos 33: 20-22).

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Deve ser a primeira impressão a que deve ficar?

Esse é mais um ditado popular que coloco aqui. "A primeira impressão é a que fica". Infelizmente é uma realidade que muitas vezes traz impedimentos, que também traz pré-conceitos e julgamentos.
Por que julgamos pela primeira impressão? Não faço a mínima idéia. O que sei é que a primeira impressão pode enganar. Um exemplo é talvez a pessoa que parece séria é brincalhona e vice-versa.
Não acredito que seja benéfico guardamos a primeira impressão, porque somente conhecendo a pessoa de verdade é que podemos ter certeza de quem ela é e não pelo que ela parece ser.
Não é a outra pessoa que deve mudar para que a primeira impressão que tenhamos dela seja boa, mas sim nossa mentalidade deve ser mudada para conseguirmos enxergar além da primeira impressão passada e conhecermos melhor o outro.
A consequência de termos pré-conceitos é que podemos agir de uma forma com a pessoa, de acordo com aquilo que achamos a respeito dela. E assim podemos ter atitudes erradas, precipitadas por causa dessa primeira impressão.
Antes de falarmos de alguém, de conceituarmos determinada pessoa, que possamos conhecê-la para não cometer equivocos e até mesmo impedir uma grande amizade de surgir.

domingo, 31 de outubro de 2010

A sinceridade ainda existe?

É comum vermos pessoas que usam de todo tipo de palavras para convencer os outros, mas nem sempre os argumentos usados são leais, verdadeiros. Já ouvi pessoas falando sobre falar o que o outro quer ouvir para conseguir algo. Isso não é bom e infelizmente é comum.
Em um post antigo (http://temposeparado.blogspot.com/2009/09/criancas.html), falei um pouco sobre a sinceridade das crianças, mas foi quase apenas uma citação. Crianças normalmente exalam sinceridade, quando elas tem até 2 anos, se elas não gostam de algo são diretas e dizem "não", quando gostam sorriem. Tudo bem, vamos considerar, há excessões. Mas, em sua maioria as crianças não tem segundas intenções, não mentem para agradar alguém.
Elas pela inocência nesse sentido, devem ser exemplo para adultos que muitas vezes se tornam pessoas falsas. Devemos ser sinceros com os outros, ao mesmo tempo devemos saber colocar as palavras de maneira certa, nem sempre é fácil isso. É importante entendermos que a sincerade pode doer, mas não tem essa intenção.
E não só com as pessoas, devemos ser sinceros com Deus, porque Ele é o Amigo para todas as horas, não devemos ter medo de expressar o que sentimos, Ele compreende o que passamos e dizemos.
Que a sinceridade não seja só mais uma palavra do dicionário e algo que as futuras gerações digam "nossos antepassados eram sinceros".

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Brincadeiras que podem ser perigosas

Certas brincadeiras podem resultar em lágrimas, nós ouvimos aquele ditado mais ou menos assim, "cuidado porque você pode se queimar se brincar com fogo". Muitas vezes as crianças não tem noção do que o fogo é capaz de fazer e assim também é com algumas situações da vida. Às vezes as pessoas brincam com assuntos que podem trazer resultados ruins. E a frase mais comum é "com o coração não se brinca".
Brincar com sentimentos não é legal, talvez seja para quem está brincando, mas para quem está "sendo a brincadeira" não é algo agradável. Às vezes sorrisos podem esconder faces tristes e aquilo que muitas vezes é chamado de brincadeira pode resultar em machucados.
Cada pessoa reage de uma forma diferente diante desse tipo de situação, por isso é importante termos cuidados porque nem sempre o outro pensa da mesma forma que nós.
Por que arriscar "brincar com o fogo" se nós podemos evitá-lo?
Nos casos mais extremos podemos ter pessoas com graves feridas que demorem para cicatrizar, e pode ser pior ainda se relacionamentos se quebrarem por causa desse tipo de brincadeira.
Por isso, sejamos maduros e "cortemos o mau pela raíz". Para evitar futuros problemas é melhor pensar nas atitudes que temos agora. Vamos parar de brincar com assuntos sérios...

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

A ansiedade e a angústia pelo amanhã

Muitos jovens tem uma característica em comum. A ansiedade pelo futuro. Chegar aos 16,17 anos é chegar ao momento em que a preocupação começa a bater a porta, porque é chegado o temido vestibular e consequentemente a decisão de onde e com o que você irá trabalhar. Essa é a primeira de uma sequência de perguntas que atormentam os jovens. A próximas são sobre o primeiro emprego, sobre uma pessoa para se casar, constituição de família e todas as consequências disso.
Bem, pelo visto a vida força a ter uma pergunta atrás da outra em nossa mente e talvez isso deixe os jovens ansiosos. A incerteza do futuro provoca sofrimento e preocupação, porque parece que o futuro não chega e as coisas não se acertam.
Apesar de tudo, acredito que ficar extremamente ansioso com o amanhã é muito prejudicial porque isso impede a concentração no agora, e o amanhã começa a ser decidido hoje.
Por isso julgo importante se preocupar sim com o futuro, sem pensar nele o que vai acontecer é "deixar a vida vai levar" e isso não é algo muito bom, porque isso não é garantia de um bom futuro. Contudo, ficar neurótico também não resolve nada.
O que acredito ser o mais sensato é o equilíbrio. Olha sim para o futuro, mas tentar controlar a ansiedade, viver o presente e construir o caminho para onde se quer chegar.
O bom de seguir a Cristo é que é possível ter certeza do que vai acontecer no futuro, a vida eterna. Isso traz consolo e refrigério para as adversidades do dia-a-dia. Não importa o que aconteça, o sofrimento, a ansiedade atual nem sequer será lembrada porque não será possível compará-las com a paz e a alegria na eternidade.
Isso pode parecer um discurso de Idade Média onde os religiosos tentavam controlar os servos com argumentos de sofrimento na Terra, alegria no Céu. Mas independente se pareça ou não, eu "aposto todas as minhas fichas" de que o que escrevi acima é verdade.
Agora se você acredita ou não, não sou eu quem decide.

domingo, 17 de outubro de 2010

A tal da teologia triunfalista

Você já ouviu falar de um tipo de teologia chamada triunfalista? Não? Acho que não exatamente por esse nome, mas tenho quase certeza que você já deve ter ouvido sobre ela.
Já ouviu pastores falando algo parecido com isso: "Com Jesus não há derrotas, sempre somos vencedores" ou "Aceite a Jesus e tenha certeza que você vai prosperar, o que você tocar vai ser próspero".
Isso é apenas uma visão distorcida da verdadeira palavra de Deus, do verdadeiro evangelho. Paulo escreveu cartas onde ele foi preso, chicoteado, passou fome, frio. " Em cinco ocasiões os judeus me deram trinta e nove chicotadas. Três vezes os romanos me bateram com porretes, e uma vez fui apedrejado. Três vezes o navio em que eu estava viajando afundou, e numa dessas vezes passei vinte e quatro horas boiando no mar. Nas muitas viagens que fiz, tenho estado em perigos de inundações e de ladrões; em perigos causados pelos meus patrícios, os judeus, e também pelos não-judeus. Tenho estado no meio de perigos nas cidades, nos desertos e em alto mar; e também em perigos causados por falsos irmãos. Tenho tido trabalhos e canseiras. Muitas vezes tenho ficado sem dormir. Tenho passado fome e sede; têm me faltado casa, comida e roupas." (2 Coríntios 11: 25-27).
Isso quer dizer que ele não era um bom cristão? Quer dizer que Ele não era um homem de Deus?
A verdade é que a teologia ou o "evangelho" triunfalista é só um meio das igrejas conseguirem membros.
O verdadeiro cristianismo não é SÓ vencer, não é SÓ ser próspero(enriquecer), mas é ter uma vida normal, onde há derrotas e há vitórias, mas que acima disso acredita numa eternidade, e lá sim não haverá choro, nem perdas. Mas antes existe o HOJE.
Quero esclarecer algumas coisas para que você não fique confuso. Nem todas igrejas são triunfalistas. O cristianismo não é só derrotas, mas nós precisamos abrir mão do nosso orgulho, deixando Deus trabalhar em nosso coração, para que consigamos cumprir os mandamentos que Jesus deixou, amar a Deus e ao próximo.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

A vida como um campo de batalha

A vida talvez possa ser comparada como um campo de batalha. Algumas situações se assemelham a tal.
Nela, nós traçamos metas, objetivos a serem conquistados, precisamos fazer isso para sabermos aonde queremos chegar. Nós temos adversários a serem vencidos, as coisas ruins desse mundo. Me refiro a ganância, o ódio, a destruição, ao orgulho, a hipocrisia, a corrupção, e o chefe do exército inimigo é o diabo, que não quer que nós tenhamos a vida eterna e que não conheçamos Jesus Cristo.
Na vida nós vemos pessoas que vão e vem, ganhamos companheiros e também perdemos. Alguns se entusiasmam enquanto outros desistem.
Nós não devemos desistir, porque só vence quem permanece firme até o fim.
Durante esse tempo de "batalha", nós devemos estar abertos para as críticas construtivas, conversas sinceras e sugestões de como ser um melhor combatente. Porque é preciso ir se adaptando as situações, vendo os pontos fracos e tentando fortalece-los e também aperfeiçoar os pontos fortes.
Uma coisa é certa, uma guerra não é vencida sozinho, por isso, nós precisamos uns dos outros para ter êxito e conquistar a vitória na vida. É necessário se fortalecer, se renovar, para o próximo dia de batalha. Como você têm vivido sua vida?
Jesus afirma: "Aqueles que conseguirem a vitória serão vestidos de branco, e eu não tirarei o nome dessas pessoas do Livro da Vida. Eu declararei abertamente, na presença do meu Pai e dos seus anjos, que elas pertencem a mim." (Apocalipse 3:5).

sábado, 9 de outubro de 2010

Seja você...

Outro dia estava conversando com um amigo e ele falou que uma moça que ele conhecia quando ia fazer uma entrevista, ela não importava com o que falava, apenas falava o que o entrevistador queria ouvir. Ou seja, se fosse preciso ela mentiria para conseguir a vaga.
Ela não é a única pessoa que faz isso, muitas vezes vemos isso nos relacionamentos, que as pessoas fingem ser de uma maneira para conquistar outras e também em outras situações.
O problema disso tudo é que uma hora a "máscara" cai, ou seja, uma hora aparece quem a pessoa realmente é e isso pode trazer maiores problemas, porque a pessoa é rotulada como falsa e mentirosa, a reputação dela vai por água a baixo.
Por isso, seja quem for, seja você. Esteja sempre disposto a mudar, porque quem está aberto a mudanças amadurece, cresce.
Você não precisa ser igual ao outro, porque do modo que você é, você é único.

domingo, 3 de outubro de 2010

Você já conversou com Deus hoje?

Em alguma situação da sua vida, você fez algo por alguém, se "sacrificou" por essa pessoa e ela nem agradeceu, nem reconheceu isso?
É normal, nos doarmos e não termos o reconhecimento merecido. Apesar disso, não devemos nos focar em receber reconhecimento dos outros, isso não é o mais importante. Focarmos na esperança eterna com Deus é. No livro que li e citei no último post falava que nós sabemos como será o final da nossa vida, na eternidade, mas até lá é importante prosseguirmos passo após passo.
Como fazer isso? Como caminhar com os olhos na eternidade com os pés no presente?
A resposta é simples, oração. Ou em outras palavras, conversa com Deus.
Orar nada mais é que falar com o Senhor e Criador. Quando você se torna amigo de alguém, para fortalecer a amizade você conversa com a pessoa. Assim também é com Deus, nós devemos conversar com Ele para conhecê-Lo mais e entender o que Ele quer de nós hoje.
É possível então seguir em frente, sem se focar no reconhecimento das outras pessoas, porque Alguém realmente importante te conhece, mas a base para isso é a oração.
A oração não serve somente para pedir ou para tentar "manipular" a vontade de Deus, muito pelo contrário, é para descobrir Sua vontade e obedecer até chegar a eternidade.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Ei! Cuide da sua vida!

Quantas vezes não nos deparamos com essa frase? É tão fácil se intrometer na vida dos outros não é?
Muitas vezes as pessoas acabam se preocupando tanto com a vida dos outros que esquecem de viver a vida delas. Isso pode ser causado por inveja, por ciúmes, e é um grande problema.
Tem pessoas que conseguem facilmente apontar erros na vida dos outros, acusar seus defeitos, mas que não corrigem às vezes os mesmos erros em suas próprias vidas.
É muito mais fácil falar do outro do que olhar para nós não é?
Ver nossos defeitos, nossas falhas não é legal, e pode ser vergonhoso porque enxergamos que não somos perfeitos.
Devemos antes de falar dos outros olhar para nós mesmos, porque falar do outro e fazer a mesma coisa é hipocrisia.
Jesus disse "Como você pode dizer ao seu irmão: “Irmão, deixe-me tirar o cisco do seu olho”, se você mesmo não consegue ver a viga que está em seu próprio olho? Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão" (Lucas 6:42).
Resumindo, antes de julgar, de acusar, de criticar, de cuidar da vida dos outros, devemos olhar para nossa própria vida.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Se você é jovem, leia isso.

Estou lendo um livro chamado "Revisão de vida" de Ricardo Agreste, é bem interessante e vale a pena ler, pois nos leva a refletir a maneira que nós temos vivido. Transcrevi um trecho do livro:

"Em nossa sociedade atual, o mundo corporativo tem prometido aos jovens profissionais algo que realmente não tem para lhes oferecer: realização. Tenho sido testemunha da vida de jovens que iniciam suas carreiras apostando todas as fichas no sucesso profissional. Eles abrem mão dos relacionamentos familiares, dos planos de casamento, do sonho de criar filhos e até mesmo do desenvolvimento de uma espiritualidade consistente por concentrarem todas as suas forças na busca pela realização. No entanto, na medida em que o tempo passa, são descartados pelo mercado depois de terem todas as suas forças drenadas por ele. Aí se deparam com a mesma crise daqueles que um dia se deixaram levar pela mesma busca: a inexistência de vida pessoal e identidade à parte da carreira profissional. (p. 35)"

Faça sua vida valer a pena. Pessoas valem mais que dinheiro, fama, poder.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O passado te assombra?

Há uma frase que diz "quem vive de passado é museu", normalmente isso é usado para fim de relacionamentos, mas ela expressa uma verdade para muitas outras ocasiões.
É um erro muito comum ficar se acusando por causa de erros do passado, ainda mais se o resultado foi grave ou desastroso. Apesar de ser impossível alterar o passado, a grande pergunta é "o que isso vai adiantar?". O fato é que ficar se acusando e se condenando não trará nenhuma mudança positiva para sua vida.
Superar traumas, problemas não é fácil, mas é possível. Quando estamos doentes os médicos receitam remédios ou até mesmo injeções. Não é legal ficar tomando remédio e muito menos injeções, mas aquilo é para uma melhora. Assim também são os traumas, muitas vezes precisamos ir aonde dói e mexer com aquilo para que seja curado. Entregar e expressar a Deus o que foi sentido é fundamental para o processo da cura. Ele pode curar sua ferida.
Necessário é levantar a cabeça e prosseguir. O passado você não pode mudar, mas o presente sim, para que no futuro não tenha arrependimentos do que é feito hoje. Os erros servem para ensinar ou condenar, qual você vai escolher?
"Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!" (2 Coríntios 5:17).

domingo, 12 de setembro de 2010

A relação entre corpo,coração e mente.

É comum vermos pessoas que estão doentes não por causas que são diretamente físicas, mas por estarem com problemas emocionais. O estado emocional da pessoa pode influenciar diretamente na alimentação da pessoa, um bom exemplo disso é quando estamos ansiosos, aguardando ardentemente por algo, inexplicavelmente parece que o estômago se fecha e por mais que você tente comer, não adianta, você não sente vontade.
Não me lembro aonde que vi ou ouvi, mas havia uma pesquisa em que mostrava que aqueles que comiam o que queriam, sem dieta, por mais que se tornassem obesos, eram mais felizes.
Quando você se sente feliz, você sente bem-estar não somente emocional, mas na maioria das vezes físico também e isso é valído para o inverso.
Por que nossas emoções afetam nosso corpo? Não faço a mínima idéia.
Apenas sei que deixar a tristeza, o fracasso, a insatisfação tomarem conta do nosso coração isso se refletirá no nosso corpo e também no nosso comportamento. Por isso devemos deixar essas coisas para trás, entregar a Deus, seguir em frente, para não ficarmos doentes fisico/emocionalmente.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Frase

Aquele que despreza o outro por se achar superior demonstra que quem é inferior é ele.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Amigos

O que seria da nossa vida sem os amigos? Você já percebeu que a pessoa que não tem muitos amigos sorri menos e parece que não é tão feliz?
A amizade é algo valioso, porque não se pode comprar com dinheiro. (Pelo menos a amizade verdadeira). Ela deve ser conquistada e cultivada.
Amigos de verdade são aqueles que você acorda no meio da madrugada, que repartem momentos bons e ruins, sentem o gosto saboroso da vitória e experimentam o amargo gosto da derrota junto com você, são aqueles que estão com você mesmo longe. São aquelas pessoas em que você se alegra quando está perto, que não perde a oportunidade de encontrar com elas.
Dentro da amizade é normal ter diferenças, discordar em alguns pontos e até mesmo discutir, mas a amizade verdadeira prevalece sobre as diferenças, porque você aprende a respeitar o outro da maneira que ele é.
É preciso ser humilde para ter amigos, acho que é difícil ser amigo de alguém que não reconhece os erros, que sempre acha que está certo, por isso é preciso admitir a falha, pedir desculpas, porque isso fortalece a amizade.
Ser amigo é amar...

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Só muda quem quer

Mudanças só acontecem no momento em que escolhemos mudar, ela começa a partir de uma escolha, "eu quero mudar".
Há situações na nossa vida em que você pode me dizer que a pessoa não mudou porque quis, mas porque aconteceu alguma coisa, é isso é verdade, há momentos em que precisamos mudar. Porém, quando sofremos traumas, dores muito grandes é uma situação em que você pode ou não mudar. Pode parecer besteira, mas é verdade. Quem sofre grandes traumas tem a escolha de deixar aquilo para trás e seguir em frente ou viver sempre no trauma passado. Por isso que disse que a mudança começa na escolha.
Mudar não é fácil e pode não ser legal também, viver de forma acomodada é muito mais prazeroso, mas aqueles que não mudam tem grandes chances de perecer, a tomar como exemplo, empresas que não se adequam a novas tecnologias podem ir a falência.
Ao escolher mudar podemos passar por um processo, talvez a mudança não seja imediata, mas é dada passo a passo, principalmente quando se diz respeito a caráter e vícios. Ninguém que é fumante deixa de fumar de um dia para outro e não quer mais fumar, a pessoa vai lutando contra sua vontade dia após dia até que uma hora ela consegue se acostumar com a ausência do fumo.
Nem sempre nós conseguimos mudar por conta, por isso que é importante reconhecer fraquezas e pedir ajuda, pessoas experientes podem nos ajudar a mudar, porque elas podem nos auxiliar dizendo o que fazer e o que não fazer para atingirmos a mudança.
O primeiro passo é você quem dá, requer coragem e perseverança, mas as consequências podem ir além do que você pode imaginar.

sábado, 28 de agosto de 2010

PRESSÃO

Aproveitando parte do tema anterior, escreverei sobre algo que é muito comum atrapalhar a vida das pessoas, a pressão.
Bom exemplo disso é o clássico futebol, quando o jogador vai fazer sua primeira partida importante ou vai jogar em um estádio em que a torcida adversária faz muito barulho e quando ele não está muito confiante, ele se perde no jogo.
Muitas pessoas não conseguem administrar a pressão sofrida por outros, sejam eles parentes, amigos ou adversários. Essa pressão tem um lado bom e outro não. O lado bom é que quando a pressão é superada é possível render o máximo na tarefa. O lado ruim é que ela pode gerar medo e até mesmo traumatizar.
Não é fácil vencer a pressão, às vezes conseguimos e às vezes não.
A confiança e a concentração são fundamentais para obter sucesso, ultrapassando os obstáculos do medo e da pressão.
Novamente, confie em você e em Deus. Com Ele junto a confiança é maior.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Arriscar? Não,eu tenho medo.

Você já teve em sua vida oportunidades que deixou passar porque não arriscou? Estava pensando outro dia, muitas oportunidades passam por causa da vergonha, pelo medo de errar.
Uma vez ouvi um técnico dizer ao seu time que ter medo de atacar não ganha jogo, apenas se empata ou perde, em outras palavras, aqueles que não tentam não conseguem.
Tudo bem, se você já tentou e não deu certo tem um pouco mais de fundamento que aqueles que nunca tentaram e tem medo de tentar. Mesmo assim, o quanto você realmente quer conseguir aquilo? Se você tem um objetivo para alcançar é necessário arriscar. Podem ter erros, problemas e falhas? Não tenha dúvidas que haverão, mas só alcançam aqueles que perseveram e arriscam.
Tenha confiança em você, acredite que você consegue, você é capaz de fazer melhor. Acredito que os grandes atletas pensam isso e justamente por pensar assim alcançam novos recordes e ganham novas medalhas.
Quando arriscamos, deixamos de ter medo, confiamos em nós e em Deus, acredito que conseguimos alcançar êxito naquilo que queremos.
Só atingem novas alturas aqueles que se arriscam a voar.

sábado, 21 de agosto de 2010

Aproveite enquanto é tempo

Os dias passam e às vezes vamos deixando para fazer algumas coisas pra depois. Cuidado, talvez amanhã pode ser tarde.
Dar importância as pessoas ao seu redor, viver de uma forma que realmente vale a pena, essas coisas não devem ser adiadas.
É normal no cotidiano estarmos tão sem tempo que quase não paramos para ficar horas conversando com quem amamos, mas conversar não é o único meio de se demonstrar amor. Atitudes podem falar muito mais que palavras.
Quando você vai procrastinando, o tempo vai passando e talvez quando você pense em dar valor já é tarde demais. Você não sabe para onde vai amanhã, talvez um dia terá que dizer adeus a todos que te cercam, talvez viaje para outro país ou cidade distante, então aproveite enquanto é tempo.
Viva e desfrute da amizade, do companheirismo, porque bens nós podemos perder, mas a amizade verdadeira não. Simplesmente ame.
Alguns julgam aproveitar o tempo de maneira errada, tinha uma propaganda que falava "e o que você vai contar para seus netos?". Acho que ficar bêbado, fazer coisas idiotas não é motivo para se orgulhar, muito pelo contrário.
Aproveitar o tempo é investir nas coisas certas, não se deixar levar pelas coisas erradas, por exemplo, cobiça, ganância, orgulho.
Saber que o tempo é precioso e que deve ser bem utilizado. Talvez essa seja a "fórmula" para viver bem.

domingo, 15 de agosto de 2010

Uau! Como você fala bonito...

Nos dias atuais isso é simples de se fazer, falar bonito, palavras não são concretas, por isso, só fazem sentido se são demonstradas através das atitudes, isso se chama coerência e o contrário hipocrisia.
Há um velho ditado que diz "faça o que eu digo, não faça o que eu faço", não gosto muito dele porque se por exemplo, seu tio chega e fala não fume porque faz mal e ele fuma, qual é a mensagem que ele passa com a sua atitude? Que fumar não tem problema, se fumar fosse realmente prejudicial por que ele fumaria?
Se você realmente quer comprovar que o que você fala é verdadeiro, demonstre através de seus atos, porque essa é a melhor maneira de mostrar que o que você diz de fato é bom ou faz sentido.
Vejo que muitos são assim, criticam os outros, mas quando é com eles, fazem a mesma coisa.
Outros falam cheio de formalidade, de palavras que enchem a boca para falar, mas quando são postos à prova, demonstram que são feitos somente de palavras.
Palavras bonitas podem conquistar o coração por um momento, mas só com atitudes marcam pelo resto da vida.
Palavras e atitudes devem andar lado a lado, porque as atitudes completam as palavras, isso é fundamental para quem quer viver de forma coerente.

sábado, 14 de agosto de 2010

2010 - Ano de decisões

Começou a corrida pelas eleições 2010, caso você não saiba, nesse ano os cargos de deputados estadual e federal, governador, senador e presidente estão em jogo.
Por trás de toda a propaganda e a seriedade pode estar escondido um candidato que apenas quer se beneficiar do seu cargo, abusando do poder e da autoridade, como já fizeram muitos e muitos outros que foram desmascarados só muito depois de eleitos.
Você que vota, nas mãos de quem você têm deixado o país que você mora? Ou apenas vota por votar? Não liga pra isso por achar que seu voto é só mais um? Pensamentos desse tipo que elegem as pessoas de mau caráter.
O Tribunal Superior Eleitoral possui registro dos candidatos, você pode conferir quem são os candidatos. Não despedice seu voto porque ele é importante para o país e para você mesmo.
Este é o site que divulga a ficha de todos os candidatos.
http://divulgacand2010.tse.jus.br/divulgacand2010/
Agora quem decide é você...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Correções

Falei no último post que temos armas poderosas em nossas mãos e acredito que realmente temos. A palavra é uma delas, como também escrevi em outro post.
Há uma arma que é utilizada normalmente pelos mais velhos que acredito que visa o bem. Ontem foi dia dos pais e acho que eles são alguns daqueles que fazem isso, a correção. Acredito que quem corrige quer que o outro acerte, parece que quando somos corrigidos a outra pessoa está implicando, mas nem sempre é assim. Quando somos corrigidos e entendemos e assumimos que estamos falhando, que precisamos melhorar naquilo e também quando nós abrimos o coração e vemos além da bronca da outra pessoa, vemos que o que ela quer simplesmente é o nosso bem.
A correção nem sempre é legal, na maioria das vezes não é, porque é nela que vemos nossas fraquezas, nossas falhas e isso muitas vezes é ruim, pois enxergamos que somos imperfeitos, mas apesar disso ela é necessária, porque aquele que não é corrigido continuará errando, em outras palavras, aquele que não gosta de ser corrigido na verdade está se prejudicando.
E é exatamente por isso, por querer o nosso bem, é que Deus também nos corrige e nos ensina. Como está escrito em Hebreus 12, no verso 10: "Os nossos pais humanos nos corrigiam durante pouco tempo, pois achavam que isso era certo; mas Deus nos corrige para o nosso próprio bem, para que participemos da sua santidade.". E como Deus pode nos corrigir? Acredito que através de situações, através de pessoas (quero deixar claro que não estou dizendo que todas as situações difíceis e que todas as pessoas que nos corrigem são coisas de Deus).
É importante que você tenha um coração humilde, para saber aceitar as correções que são boas sempre lembrando que isso é para seu próprio bem, porque a vida não é um "mar de rosas". "
O orgulhoso será logo humilhado; mas com os humildes está a sabedoria." (Provérbios 11: 2).

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Se Deus realmente quer nos conduzir, por que Ele não faz isso de uma vez?

Estive falando que uma vida direcionada por Deus tem sentido, que vale a pena, mas se Deus realmente se importa com o caminho que vamos seguir, por que Ele não nos mostra logo por onde devemos ir ou o que devemos fazer?
Estava conversando uma vez com uma pessoa e ela me falou algo que realmente fez sentido, que Deus não mostrava tudo de uma vez, mas aos poucos. Fiquei pensando "por que isso?" Mas entendi. Se nós soubessemos de tudo o que deveríamos fazer nos acharíamos auto-suficientes, independentes de Deus, e não é isso o que Ele quer. Nos ir indicando passo após passo nos leva a confiar Nele e reconhecer Sua soberania. Talvez você pense, "ah, Deus é um manipulador!", mas não, acredito que Ele faz isso para nosso próprio bem, pois em nossas mãos temos poderosas armas, que se não forem utilizadas corretamente podem trazer apenas nossa própria destruição.
Seja sincero, você realmente acha que se você soubesse tudo o que você deveria fazer em sua vida, você faria corretamente? Sabendo esperar o tempo certo de cada situação? Acredito seriamente que nos precipitaríamos e no fim não sei se daria certo.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Acostumados

Quantas vezes acabamos "engolindo" algo simplesmente por acabar se acostumando com aquilo. Vejo pessoas reclamando das novelas, dos governos, mas no fim se acostumam e aceitam até digamos que "bem".
A mídia faz com que acabamos nos acostumando com as coisas, se apenas aceitarmos o que ouvimos, lemos, seremos manipulados pelo resto das nossas vidas. Percebam, quando um caso sai na TV sobre um assunto específico, começam a bater exageradamente naquele mesmo tipo de notícia. Por exemplo, quando surgiu aquele caso com menino com agulhas no corpo, então foi uma reportagem atrás da outra sobre caso semelhantes. Em outras palavras, eles formam a opinião das pessoas da maneira que eles bem entendem, de uma forma bem simples, dando foco em um assunto específico e fazendo com que as pessoas se acostumem e aceitem aquilo. Esse é o motivo que muitas pessoas, normalmente as menos estudadas apenas reproduzem o que ouvem na TV.
Eu e você também estamos sujeitos a isso, por isso, devemos tomar cuidado com o que nos é proposto e ter cuidado para não nos acostumarmos com aquilo e fazer com que se torne parte da nossa rotina.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Ingratidão

Já pensou o quanto nós somos ingratos? Quando acontece algo que não planejamos logo começamos a reclamar. Quando ganhamos uma coisa que não gostamos muito também reclamamos. Quando dá alguma coisa errada, o que fazemos? Reclamamos. E quando as coisas dão certas? Dependendo reclamamos também.
Parece exagero, mas é verdade. Você já ficou perto de alguém que só reclama? É difícil passar um dia do lado. A ingratidão no coração traz vários resultados ruins: menos amigos, amargura, apatia.
Nós vivemos de escolhas, cabe a nós escolhermos o que faremos. Se queremos mudar precisamos escolher mudar, e há um segredo pra que essa mudança aconteça.
Quando fazemos as coisas pelas nossas próprias forças conseguimos alcançar um certo resultado, mas quando temos ajuda, esse resultado pode ir bem além do que imaginamos. A ajuda Divina é imensurável e surpreendente. A ajuda é de Deus, mas a escolha é nossa, esse é o segredo. Escolher mudar e pedir ajuda de Deus para mudar, isso transforma o coração. De ingratidão o coração começa a ser grato, porque começa a ver a bondade e misericórdia de Deus.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Sinceridade

Sinceridade de amigo...eu gostei.

domingo, 18 de julho de 2010

Acredite

As palavras "Você consegue! Eu acredito em você." como soam em seus ouvidos? Parecem-me palavras que inspiram força, confiança e incentivo. É difícil você estar em uma situação em que não acreditam que você é capaz, isso é desmotivante.
Para uns, aqueles que são mais competitivos, pode ser o contrário, fazendo com que se motivem justamente para provar o contrário. Para outros pode ser o motivo para desistirem sem ao menos tentar.
Talvez em nossa vida sempre haverão aqueles que dizem que não somos capazes, que vamos falhar. Sei que isso dói e pode nos fazer querer de fato desistir. Mas existe um Deus que nos ouve, quando chegamos para conversar com Ele, contar nossos problemas e até mesmo chorar. Um choro que traz alívio, não muda a situação imediatamente, mas dá forças e nos mostra que podemos dar mais um passo, que devemos acreditar em nós mesmos, que somos capazes e confiar Nele.
Há uma música que diz "Eu acredito em você, ouça a Minha voz. Te estendo minha mão, Meu amor é incondicional" (Incondicional, Oficina G3), acredito que essas frases representam o que Deus quer dizer, que Ele está conosco não importa a situação, que Ele acredita em nós e a prova disso foi o sacrifício de Jesus e Sua ressurreição.
Acredite, porque Ele acredita em você, não desista da vida...

sábado, 17 de julho de 2010

O poder das palavras...

Palavras...algo que deve ser utilizado com cautela e nem sempre é assim; algo que se utilizado incorretamente pode trazer grande destruição. Às vezes as pessoas acham que armas de fogo trazem dor e tristeza, mas talvez a arma que mais machuca é a palavra. A dor da arma de fogo é palpável, já a dor causa por palavras é intocável.
Talvez você pode acabar destruindo uma vida com palavras que para você são apenas brincadeira, mas que no outro doem no fundo da alma. Assim como você pode salvar uma vida ao dizer palavras que outra pessoa precisava ouvir
A falta de palavras leva ao isolamento, a quebra de relacionamentos. Vemos pessoas que vivem de paixões platônicas com medo de serem decepcionadas ou feridas por palavras do outro.
Quando não conhecemos uma pessoa direito, não sabemos o que ela passou na sua vida, e por isso mesmo devemos tomar muito cuidado com o que falamos, no sentido das brincadeiras. Tem pessoas que tiveram grandes traumas, e o que pode não ser nada para uns, pode ser um grande dedo na ferida para elas.
Nem sempre controlamos o que falamos, às vezes falamos coisas sem pensar, com isso podemos machucar outros, mas temos o poder de pedir desculpas. Desculpas que podem trazer restauração e cura.
As palavras tem poder, temos que aprender a usar elas.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Anseios do coração humano

Observando o comportamento das pessoas e estou incluso nisso, percebi que o ser humano na verdade nasceu para duas coisas: amar e ser amado. Na busca de ser amado é que pessoas se integram a tribos, mudam seu modo de ser; na busca de ser amado é que alguns agem como crianças querendo chamar a atenção dos outros; entre outras coisas. Artistas e pessoas famosas também procuram ser amadas, mas muitas vezes são "amadas" pelas coisas que elas têm ou pelo status que possuem, ou seja, a outra pessoa só está do lado dela porque ela tem dinheiro ou fama. Isso é triste, porque alguns se iludem achando que isso é ser feliz, ter dinheiro e ter "amigos", mas a felicidade se encontra no amor verdadeiro.
Outra prova do que falei acima é o anseio de ser feliz com outra pessoa, as pessoas procuram se casar porque querem amar e serem amadas, aceitas como elas são. Na sociedade atual isso é muito difícil, porque todos acabaram se tornando mimados e individualistas, "se não for do jeito que eu quero estou fora", isso é o motivo de tantos divórcios acredito.
Na verdade o amar é simples, mas é um desafio que não é tão fácil. Já falei sobre o "amar" outras vezes e não falarei de novo.
Mas a conclusão que chego é, Deus criou o homem com esse desejo no coração, por que? Porque o que Ele quer de nós é algo simples, relacionamento. Amar a Ele e sermos amados. Por isso que Jesus nos dá o mandamento "Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente." (Mateus 22:37) e também "Ame os outros como você ama a você mesmo."(Mateus 22:39). Se isso não fosse importante por qual motivo Jesus teria falado isso? Ele mesmo disse que esses eram os dois principais mandamentos, ou seja, são extremamente importantes. Amar e ser amado acredito que sejam de fato os anseios do coração humano.

sábado, 10 de julho de 2010

Expectativas

Acredito que sempre teremos expectativas de algo ou alguém. Eu tenho, você tem. Talvez pense que não, mas eu particularmente não acredito. Um bom exemplo, os brasileiros tinham uma grande expectativa na seleção de futebol, aguardando que eles conquistassem a Copa do Mundo; outro, uma criança espera o ano inteiro pelo Natal, aguardando o presente que vai ganhar. Então sempre nós teremos uma expectativa em relação a alguma coisa ou as pessoas. O problema é: E quando suas expectativas não são atingidas? Voltando ao exemplo, o Brasil fracassou na Copa e frustrou a nação brasileira. É...é isso que acontece quando as expectativas não são alcançadas, sentimos frustração, sentimento de grande derrota e este é horrível.
Mas...e quando esperamos pouco e o resultado é bem melhor que imaginávamos? Esse sim é um sentimento agradável, de realização, de satisfação e alegria.
Na nossa vida talvez sempre estaremos com expectativa em algo ou alguém, isso é inevitável, frustrações e surpresas também são parte da vida...não há como mudar isso.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

E o Kiko?

Nos deparamos com situações no decorrer do dia que vemos uma pessoa se lascando, ou sofrendo para fazer alguma coisa e a primeira frase que vem na cabeça é "não tenho nada a ver com isso".
É fácil olhar, julgar, lamentar, mas talvez a dificuldade esteja no AJUDAR. Como? Não sei, mas o fato de fazer alguma coisa já é significante.
Percebo que falta sensibilidade (diferente da sensibilidade emocional) para as pessoas, essa sensiblidade é estar atento aos outros e não só estar atento, mas também agir quando você sente que há algo errado. É complicado? Sim, porque é muito mais fácil permanecer no canto apenas olhando e/ou fingindo que não está vendo, em outras palavras, sendo indiferente. O desafio é ter atitude, romper com o nosso pensamento "o que é que eu tenho a ver com isso?". Não estou isento disso, estou incluso também nessas situações, mas precisamos tentar mudar.
Se queremos ver mudança, ela deve começar em nós.

domingo, 4 de julho de 2010

Andando lado a lado

Um rapaz aparentando uns 17 anos passando de bicicleta do outro lado da rua, em uma agradável manhã de domingo, ao olhar para trás vejo um senhor aparentemente beirando seus 50 anos. O rapaz começa a andar mais rápido e quando ele estava quase no fim do quarteirão, o senhor assovia e o chama "filho!". Não posso garantir, mas talvez eles tivessem programado um passeio juntos de bicicleta, mas por um momento o filho se esqueceu disso e foi disparado na frente.
Quantas vezes fazemos a mesma coisa com Deus? Pedimos para Ele andar conosco e depois saímos correndo na frente com nossos próprios desejos e vontades, sem esperar agimos prontamente no caminho que achamos o certo.
Ao continuar andando vi o pai falando com o filho e os dois olhando uma loja. Sem novamente poder garantir, acredito que ali era um lugar que eles deveriam parar e ver algumas coisas. Assim também há momentos da vida que não é o tempo para correr, mas para parar, analisar algumas coisas, refletir, e quem nos indica quando fazer isso é Deus. Por isso é necessário que andemos lado a lado com Ele, para que Ele nos mostre a direção que devemos seguir em todos os momentos da nossa vida. Assim como confiamos nos guias turisticos quando estamos visitando um lugar, devemos confiar em Quem tem experiência, e poderia alguém ter mais experiência nas coisas do que Deus? Que é Aquele que sempre existiu? Acredito que não.
" Ponha a sua vida nas mãos do SENHOR, confie nele, e ele o ajudará." Salmos 37:5.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Além da compreensão

Engraçado ver o Brasil literalmente parar em época de Copa, nos jogos do Brasil as ruas ficam desertas, as famílias, os amigos vão até algum lugar ver o jogo juntos, a torcida grita, se contorce, vibra até que por fim, chora. A eliminação do Brasil causa uma frustração no coração de cada torcedor brasileiro assim como no coração de cada jogador. Novamente o amargo gosto da derrota.
A grande questão é, por que o futebol faz isso com as pessoas? Como consegue parar um país inteiro, fazer com que pessoas fiquem sem piscar os olhos atentos aos lances? É algo simplesmente incompreensível, apenas quem é brasileiro entende o que é sentir a dor da derrota e a alegria da vitória.
Quero agora fazer uma comparação com outra coisa que vai muito além da nossa compreensão, o amor de Deus. Vai muito além do que qualquer ser humano pode imaginar, quando você sente o imútavel e imensurável amor de Deus você é movido por dentro de uma forma indescritível. Uma mistura de alegria por um amor que não tem fim com um choro de reconhecimento do não merecimento desse amor. Simplesmente quando confessamos nossos erros e pedimos perdão, Deus faz como se eles nunca tivessem existidos para Ele, deixa tudo isso de lado, nos estende a mão e oferece ajuda para levantar, mesmo que esse erro já tenha acontecido diversas vezes antes.
A vida tem mistérios e alguns deles acredito que não conseguiremos desvendar e nem compreender, o que nos resta fazer é simplesmente aceitá-los.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Imagens e impressões

Quando conhecemos uma pessoa do ambiente de trabalho ou escola, no ambiente profissional em geral, podemos dizer que conhecemos ela superficialmente.
Ao conhecer alguém sendo um profissional, vemos o indivíduo trabalhando, lhe dando com questões do seu serviço, talvez a pessoa pode ser muito boa naquilo que faz, e aí começa a surgir uma certa imagem da pessoa.
Ter impressões do tipo "aquela pessoa deve ser um bom marido" ou "nossa,ela deve tratar muito bem sua família" por causa do que ela faz no trabalho é normal. Então quando começamos a ter uma imagem excessivamente boa da pessoa acabamos não lembrando que ela também é um ser humano e que ela tem sua vida pessoal, que pode ou não condizer com sua vida profissional.
Por exemplo, um chefe de uma empresa rígido e frio pode ser um excelente pai para seus filhos ou então uma professora aparentemente feliz pode ser uma pessoa frustrada. A vida pessoal vai além do que chamarei aqui de "máscaras profissionais", onde as coisas extra-trabalho são deixadas de lado e começa a prevalecer a ética profissional, onde você deve agir corretamente no que faz.
Apenas uma imagem profissional acaba dando a impressão de que a pessoa não vive, que ela é uma máquina, que a vida dela é apenas ali no trabalho, mas isso é quebrado quando vemos as pessoas fora daquele ambiente. Por exemplo, ver um médico no bar com seus amigos, devemos sempre lembrar que ninguém é um super herói. Falei num post um tempo atrás sobre heróis não reconhecidos, isso é verdade, mas isso profissionalmente falando, na vida pessoal, todos somos igual e humanos. Falhos.
Imagens e impressões sempre serão formadas, mas não podemos deixar que ela aperfeiçoe a pessoa criando uma imagem daquilo que ela não é.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Comprometimento e envolvimento

Você já ouviu falar de uma pequena comparação do típico café da manhã americano, ovos e bacon?
Junto com essas duas coisas estão suas fontes, a galinha e o porco, qual é a diferença entre os dois?
A galinha está envolvida no processo porque ela é quem bota os ovos, já o porco está comprometido porque ele perdeu a vida para que o bacon fosse feito.
E é sobre essa diferença que escreverei um pouco hoje.
É muito fácil em qualquer coisa estarmos envolvidos, por exemplo, podemos estar envolvidos em um evento, ajudar no que precisa; podemos estar envolvidos em um relacionamento, sem nenhum compromisso; podemos estar envolvidos em obras, sem responsabilidades. A palavra da pessoa, que era algo que significava muito no passado e ainda significa em algumas culturas já não é mais sinônimo de honra e nem de confiança, hoje em dia apenas um papel assinado prova algo falado. Isso acaba resultando em uma falta de comprometimento, falta de compromisso. Você faz se trouxer algum benefício para você, se você achar que deve, não tem a obrigação de fazer só porque você falou. Péssimo costume.
Apesar disso, ainda existem os remanescentes, aqueles que tem realmente um compromisso com sua palavra, e estes são os que se comprometem pra valer. São os que dão o que podem pela causa, que agarram e vão até o fim por aquilo que se comprometeu.
O seu esforço demonstra o quão comprometido você está com aquilo, o quanto você leva a sério. Não há ninguém que se sacrifique por algo que acha que não vale a pena, não há ninguém que se doe por algo que não acredita.
O quanto você está comprometido com a palavra que você fala aos outros? O quanto você leva a sério os que te cercam? E mais...o quanto você está comprometido com Deus? Mais do que fazer coisas para Ele, viver com Ele. Você está realmente comprometido ou somente envolvido?

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Humores

Os seres humanos são compostos por personalidade, temperamentos, sentimentos e humores. Uma das definições de humor segundo o dicionário Houaiss é "Disposição de ânimo de alguma coisa para alguma coisa", e pode variar de acordo com o estado físico ou emocional da pessoa. Por exemplo, quando estamos cansados ficamos irritados, com menor tolerância para as coisas; quando nos acontece algo bom e estamos felizes ficamos de bom humor. Então o humor é mais uma das coisas que temos que aprender a lhe dar no nosso dia-a-dia. Muitas vezes podemos tratar as pessoas bem ou mal de acordo com ele, e isso mesmo sem ter a intenção.
Penso, seria possível "dominar" nosso humor? Há um meio de sempre tratar bem as pessoas? Talvez a melhor resposta seja procurar sempre descansar e se alimentar bem, isso pode contribuir no humor influenciado pelo estado físico. Já o humor influenciado pelas emoções, situações acredito que seja mais "indomável" porque as coisas que acontecem podem não estar sob nosso controle.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Olhos abertos

Com a sociedade incentivando cada vez mais o individualismo, que você pode fazer as coisas sem a ajuda dos outros, que é você e sua máquina apenas, temos uma grande desvantagem, a falta de uma opinião diferente.
Quando você vai fazer plano ou tem um projeto, fazê-lo sozinho é mais fácil, você decide e pronto, mas quando você ouve outra pessoa, pode encontrar uma opinião divergente.Isso para muitos não é legal, ouvir um pensamento diferente do seu, talvez por achar que você está certo, que tem razão, que seu método é o melhor, mas ouvir e analisar o que as outras pessoas falam é muito importante, porque assim você consegue ampliar seus horizontes. O modo como você vê as coisas muda, porque você começa a ver de um outro ângulo, ângulo tal que talvez você nunca tenha imaginado.
Ouvir outros pode te ajudar a superar barreiras, romper paradigmas. Quero deixar claro que o que estou dizendo aqui não é para simplesmente você ouvir e fazer tudo o que os outros falam, mas sim ter um senso crítico e analisar o que é dito, e então tomar a decisão. Talvez sua opinião esteja certa, talvez a do outro, talvez uma parte de cada um.
"Não havendo sábia direção, cai o povo, mas na multidão de conselheiros há segurança." (Provérbios 11:14).
Quando buscamos outras opiniões, talvez nossas idéias sejam confrontadas, mas também nossos olhos podem ser abertos.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Simplicidade e felicidade

Quando se tem muitas coisas para fazer, na correria do dia-a-dia, quase não sobra tempo para refletir nas coisas pequenas.
Alguns detalhes podem fazer a diferença, isso é visto em relacionamentos, principalmente entre casais. Algumas coisas pequenas que ele não faz irritam ela, não lembra de tirar o lixo, de colocar a toalha no varal, e ele acha que ela precisa variar mais na comida que faz, que gasta com coisas desnecessárias.
Pequenas coisas quando se juntam podem virar uma bola de neve e atrapalhar o casal que no fundo se ama, mas olha demais para os defeitos.
Criticar, reclamar apenas, não mudará a situação, o diálogo é fundamental. Fora isso, olhar para as coisas pequenas, as pequenas atitudes que demonstram o amor de um pelo outro. Se atentar as simples palavras "eu te amo" que por trás contém uma coerência faz com que o casal se torne mais feliz.
Valorizar pequenos gestos, palavras e atitudes, podem espantar a murmuração, insatisfação com o outro, porque nas coisas pequenas e simples você consegue ver que o outro se importa muito com você.
Falei aqui sobre um relacionamento conjugal, mas acredito que isso não se aplica somente a esse tipo, mas também na amizade, na família.
Na simplicidade você pode encontrar a felicidade.

domingo, 13 de junho de 2010

Eu estou vivo.

video
Uma encenação simples, mas que demonstra a nossa realidade muitas vezes.

sábado, 12 de junho de 2010

Qual é o tamanho do seu problema?

Na vida é comum termos dificuldades, dores que muitas vezes ninguém consegue ver, sentimentos engasgados na garganta, lágrimas desfarçadas com um sorriso. As dificuldades parecem grandes, os problemas parecem sem solução, "até quando continuarei sofrendo?" é o pensamento, "está difícil, doroloso, inacabável".
Deus não é somente o Deus da Eternidade, o Todo-Poderoso, mas é também Aquele que se importa com você, de como você se encontra. Não é, de modo algum, vergonhoso conversar com Deus e colocar todas as queixas, as tristezas, as dores. Ele melhor que ninguém conhece o que se passa em seu coração, Ele vê aonde ninguém vê.
Deus é mais do que alguém sentado em um trono no Céu vendo os homens lá de cima. É mais do que um mero desconhecedor da sua vida. Muito pelo contrário, é Alguém que se preocupa mais com você do que você mesmo.
Ser sincero com Deus, falar de TUDO, é exatamente a atitude que devemos ter. Não devemos falar por Ele não conhecer, mas devemos falar por confiar que há um Deus que se importa conosco.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Vida real...

Sonho com o dia em que a tormenta vai acabar
A tristeza vai passar
Hoje o caminho parece incerto
Mas isso não pode ser impedimento para o meu caminhar
Quando minhas pernas se cansam
Outro me ajuda e juntos prosseguimos
Indo além do que poderíamos imaginar
A vida valerá a pena
Se houver humildade e temor no coração
À Aquele que é o Senhor
Autor da salvação
Ao Deus de toda criação
A Quem devemos louvor e adoração

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Olhando para o futuro

Escrevi no início do ano que é importante planejar, de fato é. Mas não somente planejar visando o SEU futuro, mas também o das próximas gerações.
Já ouviu falar da palavra "treinamento"? Essa é a palavra-chave para um futuro melhor dos que ainda serão. Muitas pessoas aprenderam sozinhas de como realizar as coisas, ainda mais porque foi do século XX para frente que houve uma grande evolução tecnológica e facilitação de muitas coisas. Mas o que se fala hoje em dia no mundo das empresas é treinar, pessoas capacitadas para fazer algo, isso se chama "expertise", ter o conhecimento, estar preparado. Para ser um bom profissional é preciso ter isso.
E o que você tem feito em relação a isso? Caso você seja responsável por um grupo de pessoas, independente da representação que tenha esse grupo, você têm realizado algum tipo de treinamento para os novatos? O treinamento não precisa ser aquele treinamento militar que vemos nos filme, mas sim a instrução, a correção, alternativas de como realizar algo e até mesmo colocar a pessoa para desempenhar sua tarefa, para que ela com tudo isso, vivencie e consiga aprender.
É importante no planejamento inserir o treinamento, porque esse é um legado que você poderá deixar. Nós vemos muitas pessoas que foram reconhecidas por serem grandes líderes, porque treinaram outras. Acredito que o maior exemplo de líder que se pode ter é Cristo, Ele treinou Seus discípulos, da forma mais real possível, convivendo com eles, ensinando dia após dia. E a prova que Cristo foi um grande líder é que perduram até hoje Suas palavras e ensinamentos.
Podemos ter muitos outros exemplos, influências positivas e negativas, mas a questão não é discutir os bons e maus líderes, e sim afirmar a importância do treinamento.
Se você foi um dos que não recebeu treinamento, pense nisso, planeje e treine outros, porque assim essas pessoas sofrerão bem menos para aprender as coisas. Olhe para o futuro...

terça-feira, 1 de junho de 2010

Heróis anônimos

Estava pensando, quantas vezes passamos por heróis e nem os percebemos. Talvez aqueles que são os que fazem as coisas quando ninguém vê tem um mérito bem maior do que aqueles que se fazem ver trabalhando. Citarei aqui alguns heróis que muitas vezes não ganham o reconhecimento que de fato são merecedores.
Um bom exemplo é, você já parou para pensar nos limpadores de rua? Eles trabalham de uma forma que às vezes chega a ser desumano, por exemplo, debaixo do sol escaldante do meio dia, ao frio da madrugada, enquanto ninguém está vendo ou quando todos passam sem notá-los.
Muitas vezes vemos trabalhos árduos sendo pouco recompensados...sempre vemos o arquiteto ganhando elogios, méritos pela construção, mas quem levantou aquilo não foi ele, mas sim os pedreiros, mestre de obras.
Acredito que todo mundo já teve um professor que não gostava, e é de fato realidade, mas ser professor não é algo que é muito recompensador financeiramente falando, mesmo que seu trabalho seja tentar ensinar alunos, que podem não estar interessados, podem apenas querer ficar conversando.
Nesses três casos e em muitos outros que poderia falar aqui, existem tipos e tipos de trabalhadores, uns bons, outros não, mas talvez todos os dias passamos ao lado de heróis anônimos, que fazem a diferença quando ninguém vê.
Não devemos julgar as pessoas pelo seu trabalho, mas ver que ali tem uma pessoa importante, independente do que ela faça, talvez todos nós somos ou seremos heróis anônimos um dia.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A roda da vida

Outro dia vi um livro que se chama "A roda da vida" de Elizabeth Kübler Ross, e antes de começar o livro, ela escreve sobre as fases da vida e as classifica, achei legal por isso está aqui. "O camundongo" (Primeiros anos de vida) O camundongo gosta de entrar e sair de todos os lugares, é ativo e travesso, está sempre à frente dos outros. "O urso" (início da meia-idade) O urso vive satisfeito e gosta de hibernar. Reflete sobre os primeiros anos de sua vida e ri do camundongo que corre de um lado para o outro. "O búfalo" (final da meia-idade) O búfalo adora vagar pelas padrarias. Analisa a vida de uma posição confortável e espera um dia livrar-se da pesada carga e tornar-se uma águia. "A águia" (últimos anos de vida) A águia gosta de pairar nas alturas, acima do mundo, não para ver pessoas de cima, mas para estimulá-las a olhar para cima.
Se identificou?

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Apenas no final saberemos

Quando iniciamos alguma coisa podemos ter alguns projetos, ter planos, mas durante a caminhada pode ser que as coisas se compliquem, pode ser que surjam grandes barreiras a ser superadas, objetivos difíceis de serem cumpridos, mas apenas no final quando olhamos para trás vemos o resultado do esforço, que a barreira superada agora é apenas um pequeno obstáculo, que houve crescimento, amadurecimento. Até então o que era doloroso e complicado virou algo simples e há novas metas a serem atingidas, novas barreiras a serem superadas, isso comprova, que você hoje você está melhor que antes, porque avançou perseverando. Acredito que essa é a vida daqueles que procuram sempre melhorar, dolorosa e difícil em muitos momentos porém recompensadora no final.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Relacionamentos crescem quando o orgulho diminui...

Gosto bastante de falar desse assunto "Relacionamentos", tenho medo de postar coisas repetidas por não lembrar tudo o que já falei nesse um ano e alguns meses de blog.
Caso eu repita, por favor desconsidere e leia como se fosse algo novo.
Gosto de falar nesse assunto porque ele é algo bem do cotidiano, afinal, quem é que não se relaciona com outros? Até mesmo as pessoas que estão em depressão profunda tem que ter alguém para cuidar delas. Já que vivemos cercados de pessoas, sejam elas amigas ou meras desconhecidas acho interessante falar sobre isso.
E um tema que NECESSARIAMENTE está envolvido com "Relacionamentos" é o orgulho e o perdão. Já também falei sobre esses dois assuntos em outros posts.
Percebi que gastarei mais linhas falando do que já falei do que aquilo que ainda vou falar.
Relacionamentos NÃO sobrevivem sem o perdão...Aquele que não perdoa demonstra que não se importa com o outro, aquele que não pede perdão também demonstra que não se importa com o outro. Perdoar não é um sentimento, é uma ESCOLHA.
Quando você escolhe perdoar significa que você simplesmente não leva mais em consideração o que a pessoa fez de errado.
Relacionamentos crescem quando o orgulho diminui, quando o amor fala mais alto e então o perdão é pedido e é também liberado. Independente do tipo de relacionamento, seja entre amigos, marido e mulher, pais e filhos, o perdão faz com que as pessoas se tornem mais próximas. Perdoar está diretamente relacionado com amar, quem ama perdoa...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Não, você não está no fundo do poço

A vida como não é um mar de rosas, nem o mundo dos sonhos, nos seus momentos complicados, a impressão que temos é que vamos "morrer".
Quando as coisas no trabalho não dão certo, quando seus planos saem totalmente o oposto do que você planejou, esqueceu de levar o guarda-chuva e se molhou, esse tipo de coisa tem o costume de acontecer em conjunto. Como alguns dizem é a Lei de Murphy, e então você se depara com a situação que sua vida não está legal, que está dando tudo errado, que você não aguenta mais e está no fundo do poço.
Não meu caro leitor, você NÃO ESTÁ NO FUNDO DO POÇO. Tanto porque se estivesse mesmo, não estaria lendo esse post agora na internet, quem realmente está no fundo do poço não tem NADA. NADA...amigos, família, bens, casa, comida, NADA.
Mesmo assim, se você ainda acha que está la, não faça drama, nem tempestade em um copo de água, seja forte, busque força em Deus. Como disse o salmista "Confie sempre em Deus, meu povo! Abram o coração para Deus, pois ele é o nosso refúgio." (Salmos 62:8).
Pense naqueles que realmente estão no fundo do poço, se compare com eles...e agora? Aonde você está?

Talvez você possa pensar, "mas então se Deus é tão bom, por que existem mendigos? Por que há fome na África?"
São boas perguntas, sinceramente não sei responder, mais sei de uma coisa, com casa ou não, com fome ou não, eles ainda tem a coisa mais importante que é a vida e podem ter algo mais importante ainda que é a vida eterna em Cristo.

Novamente digo, você estando de fato no fundo do poço ou não, a única resposta eu acredito que seja Jesus Cristo, talvez a solução não seja imediata, mas eu sei que com Ele você pode andar mais um pouco tendo esperança que a solução virá, mais cedo ou mais tarde, ela virá.

terça-feira, 18 de maio de 2010

A vida é cheia de escolhas...


Confesso que ri quando olhei essa camiseta, achei criativo.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dizer sem falar

Estava conversando com uma pessoa hoje, e ela me disse que muitas vezes no nosso cotidiano pessoas só pela sua expressão já dizem muitas coisas. Um olhar, um sorriso ou uma cara fechada pode significar o que a pessoa está sentindo e deixando transparecer naquele momento. São os mais variados sentimentos, dor, raiva, alegria, quando você observa com atenção eles aparecem.
Ter uma certa sensibilidade a isso é importante, caso você trabalhe diretamente com pessoas, um vendedor por exemplo, ao olhar para seu cliente, consegue perceber que ele ficou bem satisfeito com o produto oferecido, porque seus "olhos brilhavam". Não somente no caso do trabalho, mas nos relacionamentos também. Um marido já sabe que fez algo que a esposa não gostou somente pelo olhar dela.
Essa percepção é algo treinável, não são todos que tem isso, mas é possível desenvolver. Acredito que o segredo está em observar as pessoas, normalmente aquelas que estão ao seu redor é mais fácil de saber o que elas pensam ou sentem, isso se relaciona com o post do dia 12/05/10 "Amizade".
Ao se tornar mais sensível às expressões das pessoas, seu convívio com elas pode melhorar porque aprenderá como é o jeito de cada uma muitas vezes sem ela precisar falar nada.

sábado, 15 de maio de 2010

Viver sem amor não é viver...

Como estava propondo acredito que desde o início do blog, viver de uma forma que vale a pena, amar. Paulo já dizia:"...se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada." (1 Co 13:2), vindo de um dos grandes homens de Deus, acredito que isso é bem válido.
Amar como já dito, não é algo simples, requer sacrifício, perdão, respeito, disposição para aceitar o próximo como ele é. O "mais engraçado" de tudo isso é que as pessoas mais próximas, são as que mais podem te machucar e as que mais você pode machucar, esse é o desafio de amar...
Mas novamente como disse Paulo, "...se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada.". Amar faz parte da vida que vale a pena, então independente de tudo, simplesmente ame...porque viver sem amor não é viver.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Amizade

Já estava indo descansar mas uma idéia me veio a mente. O que seria de nós sem os amigos? Não digo os amigos, mas OS AMIGOS, aqueles que você pode contar seja ao meio dia ou as 3 horas da madrugada, como gosto de dizer os "pontas-firme".
Percebemos que somos amigos, que realmente temos consideração pela pessoa quando começamos a pensar de maneira semelhante, quando o modo de falar se torna parecido, quando conseguimos imaginar o que a pessoa diria diante de uma certa situação, ou seja, a convivência é tanta, que a amizade cresce e se fortalece.
Isso é fundamental para uma vida que vale a pena, ter amigos de verdade, que choram junto, que se alegram junto, que discutem, que discordam, mas que pedem perdão, que aceitam o outro da forma que ele é...isso é amizade, isso é amor de irmão.
" O amigo ama em todos os momentos;é um irmão na adversidade." Provérbios 17:17.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ajudar os outros, o que isso traz de benefício?

Bem, novamente estava voltando para casa e novamente a cena, ônibus lotado, idosos, crianças, estudantes, adultos, grávidas, sinceramente aquela cena desagradável porque estava todo mundo "socado" dentro daquele ônibus.
E para variar um pouco, pessoas ocupam os assentos prioritários e não se importam com aqueles que realmente deveriam se assentar ali.
Isso é algo normal, o individualismo, porque claro, "por que eu devo ceder o MEU lugar para um velho se sentar?", "por que EU devo sair sendo que EU cheguei primeiro?", frases típicas de pessoas que não se importam com ninguém a não ser com eles mesmos.
É comum vermos pessoas que olham somente para o próprio umbigo, que não olham para o próximo, tanto porque, "o que VOU ganhar em troca? Por acaso ele vai pagar por EU ter deixado ele sentar?". De fato, em muitas vezes que se ajuda alguém não se ganha nada em troca, então por quê ajudar não é mesmo?
Devemos parar com esse tipo de pensamento, no qual se EU não ganho, não faço. Ajudar o outro pode não te deixar rico financeiramente, mas enche o coração de paz ao pensar que você fez o BEM para outra pessoa, que VOCÊ trocou o SEU melhor pelo melhor de alguém. Acredito que esse foi o pensamento de Cristo ao caminhar até o Calvário, pensando que Sua vida iria salvar muitas, sem se importar com Si mesmo, apenas acreditando em NÓS.
Por que não fazer o bem para o próximo sendo que o bem já foi feito a você?

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Sim,virá...eu acredito...

Certas coisas às vezes atrapalham, o coração humano é algo frágil e fácil de ser movido quando ele não está petrificado. Diante da fragilidade que muitos fingem não ter é normal pensar em querer jogar tudo para o alto. Como já falei, nem tudo é como nós queremos, nem sempre escolhemos como será nossa vida, e há momentos em que não é possível controlar a situação, mas para que ficar pensando no "ontem", para que se prender no passado e até mesmo se condenar por isso? Não parar de andar e seguir olhando em frente é extremamente importante para viver a vida de uma forma que valha a pena... As coisas mudarão e no tempo certo as respostas e soluções virão...eu acredito.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Desafios II

Algumas pessoas são bem instigadas quando desafiadas, até dizem ser movidas pelos desafios.
A vida sempre terá desafios, sejam eles medos a serem superados, batalhas que precisam ser vencidas,ou mesmo no cotidiano, o desafio de amar, de perdoar, de ser sincero. Em certas situações é MUITO mais fácil fugir do que enfrentar, mas pessoas que aceitam e enfrentam os desafios superam limites, conseguem ir além.
Uma frase que tenho pensado é "Só atingem novas alturas os que se arriscam a voar", em outras palavras, você só conseguirá ir além se enfrentar seu desafio, de tentar.
Isso não quer dizer, de maneira nenhuma, que você SEMPRE terá sucesso. Podem vir fracassos, quedas, dor, mas está aí outro desafio a ser superado, a dor da derrota.
Deus nos propõe um desafio, o desafio de viver para Ele, de amar ao Senhor e ao próximo, continuar seguindo independente do que aconteça.
E você, aceita?

domingo, 25 de abril de 2010

E agora José?

Nossa vida nem sempre é da forma que queremos, na verdade muitas vezes acontecem coisas que nós não gostaríamos que acontecesse, por exemplo quando seus planos dão errado e você fica como se fosse na estaca zero. O que fazer quando esse tipo de coisa acontece?
Temos que aprender a lhe dar com os revézes da vida, com as situações adversas e é nessas horas que aparecem aqueles que querem viver.
Até mesmo as crises tem um lado bom, que é quando nós vemos que somos falhos, que somos insuficientes e nessas horas, a mão de Deus continua estendida para nos ajudar a levantar, aí cabe a nós escolhermos se tentaremos com Ele ou seguiremos tentando sozinhos.
Planos frustados, sonhos quebrados é algo tão ruim...apenas aqueles que já passaram por isso sabem como é amargo o gosto da derrota, apesar disso, a Bíblia diz "...o choro pode persistir uma noite,mas de manhã irrompe a alegria."(Salmos 30:5), ou seja, você pode estar vivendo agora um momento de dor, angústia, lágrimas, mas seja paciente e forte, porque isso passará. Confie em Deus e saiba que Ele está disposto a te ajudar, se você quiser.
Se você olhar e ver tudo destruido e se perguntar "E agora José?", lembre-se de que SEMPRE haverá uma mão estendida, disposta a te levantar e dar nova esperança, porque Deus É e sempre será AMOR.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Homens e mulheres.

Tanto homens quanto mulheres talvez não consigam compreender 100% o sexo oposto, talvez isso não seja possível mesmo, mas é de certa forma até engraçado vermos características deles.
Falarei de forma generalizada, nem todo homem e nem toda mulher pode ser dessa forma, mas que nós vemos muitos desses por aí vemos.

Homens são estranhos, cantam, gritam, choram, se abraçam por causa de mais 11 homens correndo atrás de uma bola; tentam mostrar sua virilidade, que são machos, achando que isso realmente impressiona as mulheres; são orgulhosos, principalmente quando o assunto é sentimentos; quando sentem ciúmes fazem de tudo para chamar a atenção, mas negam que aquilo seja ciúme; são agressivos, se não funciona no soco vai no chute; são teimosos, sempre acham que o que fazem está certo; auto-suficientes, acham que eles conseguem sozinho; falastrões, inventam coisas para impressionar os amigos; entre outras coisas.

Mulheres são estranhas, ficam histéricas quando tem uma promoção no shopping; são obsessivas por bolsas e sapatos; consumistas; fazem dietas malucas que assistem na tv; mudam de idéia assim como mudam de roupa; são exageradamente sensíveis, ainda mais quando estão na TPM; mentem falando que estão estressadas por causa da TPM; falam excessivamente; são complexadas sempre se achando gordas, por mais magras que sejam; são extremamente escandalosas; fofocam incansavelmente sobre a vida alheia; levam a novela tão a sério quanto a vida real; entre outras coisas.

Ambos os sexos tem seus defeitos, as coisas que escrevi em cima pode ser defeitos que as mulheres apontam nos homens e vice-versa no cotidiano, ou você NUNCA ouviu nada do tipo?

A conclusão que chego é homens e mulheres são problemáticos, tanto um quanto o outro provavelmente jamais vai conseguir entender o sexo oposto, mas nenhum deles consegue viver sem o outro, pois eles se completam.
Independente dos defeitos, Deus criou homens e mulheres, e os ama de forma igual. Ele os fez não para ficarem brigando, apenas falando mal um do outro, mas para se amarem, ainda que não se entendam completamente.
Homens e mulheres precisam de Deus, para serem transformados, mudados e assim viver de forma mais harmonica do que nós vemos na sociedade nos dias atuais.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Seres humanos que amam, falham...

Li um livro chamado "O obstinado amor de Deus" de Brennan Manning, e uma frase me chamou a atenção. "Os que usam coletes à prova de balas para se proteger do fracasso, do naufrágio e da mágoa nunca saberão o que é o amor."
Aqueles que acham que não precisam de ninguém, que são perfeitos, não conseguirão se achegar a Deus, tanto porque eles acham que não precisam Dele. Apenas os que entendem que são falhos, que são limitados, que são fracos conseguem conhecer o amor de Deus. Os que se fecham para tudo e todos no fim alcançarão apenas a solidão.
Deus não procura pessoas que se acham auto-suficientes, mas aqueles que se chegam a Ele de forma simples, de forma humilde e sincera.
"Tu não queres que eu te ofereça sacrifícios; tu não gostas que animais sejam queimados como oferta a ti. Ó Deus, o meu sacrifício é um espírito humilde; tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido." (Salmos 51: 16-17).

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Fatos da vida.

Despedidas são tristes, mesmo quando são por um tempo determinado. Às vezes me pego pensando "por que tem que ser assim?", e então vem até mesmo o pensamento de questionar a Deus. Parando um pouco para pensar, deixando a emoção do momento, do que adiantaria questionar e se revoltar contra Deus? Isso mudaria as coisas? Isso traria as pessoas de volta naquele instante? Isso faria o tempo voltar? NÃO. Não tem como questionar as coisas de Deus, não tem como questionar a vida, ela é assim e não tem como mudar. Isso está acima da vontade humana. Se não estou enganado já falei algo parecido aqui. E não muda o fato que só nos resta continuar levando a vida, tentando viver de uma forma que valha a pena.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Para quem gosta de Mario Kart

video
Mario Kart - O filme. Não acredito que seja verdade, mas gostei da idéia e achei engraçado.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Individualismo

Observando a sociedade moderna (tema já comentado muitas outras vezes aqui), os avanços tecnológicos são espantosos, com as redes sociais você pode facilmente "conhecer" pessoas de outras cidades e até de outro país, mas esse é o perigo...
As pessoas também tem frequentemente "se escondido" atrás dos computadores e da tecnologia. É tão mais fácil conversar com quem você não vê pessoalmente, porque na internet as pessoas não tem defeitos, são todas pacientes, fiéis, engraçadas, sábias e com inúmeras virtudes.
No mundo real já é bem diferente. As pessoas falham, se magoam, se entristecem. Sendo assim, por que viver no mundo real? Não seria bem melhor se fechar em casa e viver uma vida virtual? Teoricamente sim, mas o ser humano NECESSITA de pessoas ao seu redor, ou então pode ficar depressivo, caso não sinta o afeto de outras pessoas. A depressão é uma doença séria e mata se não for tratada.
Acredito que por fim, no resta o desafio de conviver, perdoar, tolerar as pessoas, pois isto é amar, isto é VIVER.

terça-feira, 30 de março de 2010

Preguiça

A preguiça é como um câncer, chega silenciosamente, se instala e fica sem ninguém perceber, se não for tratado antes, pode trazer grandes prejuízos. Por que fiz essa comparação? Porque de fato a preguiça chega e quando você menos percebe, ela já te impediu de fazer o que você planejava, talvez você nem quisesse fazer aquilo e ela te motivou a não fazer. Digo isso por experiência própria.
Qual é a solução? Assim como o câncer, estar sempre atento, fazendo exames periódicos para prevenção, ou seja, cortar o mal pela raíz. Se alguma ponta de preguiça chegar, já espantar e mandar para bem longe. Porque pode ser que você perca coisas importantes "dando ouvidos" a preguiça, por isso, tome cuidado.
"A preguiça leva ao sono profundo, e o preguiçoso passa fome." (Provérbios 19:15).

quarta-feira, 24 de março de 2010

Por que crer?

Vejo que esse é um pensamento que se passa muito na cabeça das pessoas. Mesmo com muitas crenças sendo criadas e mais adeptos as religiões (não estou falando que isso é bom ou ruim), o número de pessoas que são indiferentes a fé tem aumentado, talvez por causa da tecnologia, que tem "suprido" as necessidades do homem e o modo como as coisas do mundo tem caminhado.
Eu creio em Deus, mas o que me leva a fazer isso?
Estava pensando, por qual motivo crer em Alguém que não consigo ver? E se caso toda história de Cristo fosse apenas uma invenção?
Pensei e conclui: "Não é possível..."
Não é possível começar a acreditar que o homem veio do macaco, que o homem é quem inventou Deus, NINGUÉM seria inteligente ou manipulador o suficiente para inventar isso.
Outro argumento, não é possível que tudo o que já senti, já vi, foram invenções da minha cabeça, que supostamente eram Deus. Algumas coisas que aconteceram me mudaram demais e não é possível que um ser humano tenha conseguido fazer isso.
Traduzindo, eu creio porque um dia senti a presença de Deus, porque vi coisas sobrenaturais acontecerem, porque senti uma paz inigualável em meu coração, paz que JAMAIS tinha sentido antes.
Se você dúvida, por que não faz o teste? Se concentre um pouco e veja se em seu coração você não sente NENHUM vazio.
Se você sente algo faltando, experimente pedir para Deus preencher e veja o que acontece. Se você deixar seu coração aberto para Deus, Ele toca.
Aí então você entenderá o motivo do porquê eu creio.
"Sem fé é impossível agradar a Deus" (Hebreus 11:6)

domingo, 14 de março de 2010

Presentes...

Ontem vi um filme que se chama "O presente", nele se desenvolve uma estória de um rapaz muito rico que recebe uma herança do avô, essa herança são uma sequência de presentes. Algumas vezes parei para pensar no significado de dar um presente, quando você dá algo para alguém, é uma forma de demonstrar que você considera a pessoa, seja ela seu familiar, namorado(a), amigo(a). Quando recebemos um presente temos que entender que a pessoa nos deu e ponto, presente não é dívida. Já vi pessoas que "pagam" o presentem que ganharam com outro presente. Entendo que pode ser uma forma de retribuir aquilo que você ganhou, mas não é algo OBRIGATÓRIO.
Deus nos deu presentes, que não tem preço, a vida é um. Nós é quem decidimos se vamos utilizar bem ou mal esse presente. O que você tem feito com o presente que recebeu?

quinta-feira, 11 de março de 2010

O método de Sócrates...

Estou lendo um livro que fala sobre ética e moral, achei um ponto bem interessante, algo que seguia e nem sabia...
O autor do livro cita Sócrates como "fundador da moral", uma parte que gostei bastante, quando ele se refere ao filósofo, é que diz que Sócrates utilizava a maiêutica. Mas o que seria isso? Ele fazia perguntas até que os que o ouviam chegassem a uma conclusão própria, criou nos ouvintes um senso crítico, para que tivessem sua própria opinião e não fossem "fantoches" das tendências da época.
Isso é extremamente importante, ter uma opinião própria, para tudo, desenvolver um senso crítico, porque os que não refletem sobre o que lhes é dito, facilmente são enganados, são manipulados.
Por isso, reflita sobre as coisas que você ouve, tire sua própria conclusão, inclusive sobre o que lê aqui.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Desafios

Em certos momentos da vida nos deparamos com situações bem fora do nosso comum, por exemplo, uma moça, estagiária de fonodiaulogia tem que atender um paciente que não fala praticamente nada, não vê nada e além de tudo é hiperativo. Como essa moça que é ainda nem é formada vai agir com esse paciente? No atendimento estará de frente com um grande desafio.
É normal ter horas em que a situação não é aquilo que estamos acostumados, posso citar outros exemplos fáceis de lembrar, vestibular, faculdade, primeiro emprego. Sempre no começo será um desafio novo.
Na Bíblia também tem vários exemplos de desafio, um dos mais clássicos é o de Davi contra Golias, um menino contra um gigante, pedras e uma funda (objeto que arremessava as pedras) contra lança. Toda história está escrito em 1 Samuel 17:3-52.
Davi tinha um grande desafio na sua frente, e coloque grande nisso, mesmo sendo um menino não recuou e como ele não ia por conta própria, mas ia no nome do Senhor dos exércitos conseguiu vencer.
Quando temos um desafio na nossa frente, temos que decidir se vamos enfretar ou recuar, Davi é um exemplo de vitória porque Deus estava com ele. Acredito que para decidir se enfrentar ou recuar devemos consultar a Deus, Ele sempre mostra o melhor caminho.
Por mais que tenha um gigante na sua frente, se Deus está com você, Ele vencerá a batalha quando você agir em obediência a Sua voz.

quarta-feira, 3 de março de 2010

A vida continua...

Estava pensando, às vezes quando erramos aquele erro fica durante um bom tempo na nossa cabeça, dependendo até nos fazendo demorar a dormir. A culpa pode atormentar durante um bom tempo e a cena se repete inúmeras vezes na mente.
Nós não podemos controlar o tempo, não tem forma de voltar atrás e refazer, por isso, independente se acertamos ou erramos, a vida continua. É assim e não tem como mudar o passado, mas o presente está nas nossas mãos.
Hoje você pode não errar aonde errou ontem, pode se esforçar e dar seu melhor e ter certeza que valeu a pena ter feito aquilo.
Na vida sempre haverá fracassos, perdas, derrotas assim como sempre haverá triunfos, vitórias, conquistas, sempre devemos olhar para a frente, sem desanimar, sem desistir de viver.
Quanto a culpa, a acusação, isso tem uma solução, nós não temos que ficar escravos de lembranças. Quando entregamos a Deus o que sentimos, quando pedimos perdão dos nossos erros, falhas, ainda que não tenham sido contra Ele, vemos Seu poder retirar o peso do remorso, da acusação e então conseguimos deitar nossa cabeça no travesseiro em paz e descansar.
E com certeza quando podemos dormir em paz, a vida continua bem melhor...

terça-feira, 2 de março de 2010

Simplicidade de um relacionamento

Como já falei em um post anterior, Deus nos ama acima de tudo, acima de nossos defeitos, falhas, problemas, virtudes. Nossa vida tem um motivo, amar... amar a Deus e ao próximo. Ter um relacionamento com as outras pessoas e não só isso, com Deus também. Para isso Ele nos criou, para nos relacionarmos com Ele.
Não sei se você já sentiu, mas quando estamos com o coração pedindo por mais de Deus e persistimos, em um determinado momento, a sensação que paira no ar é de paz, uma presença inexplicável e que pode ser sentida no seu próprio quarto.
Na Bíblia está escrito "Ó Deus, o meu sacrifício é um espírito humilde; tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido." (Salmos 51:17). Quando estamos com o coração simples, querendo simplesmente a presença de Deus, Ele não despreza, porque Ele sabe que ali não está uma pessoa interessada apenas nas bençãos que Ele pode dar.
Vemos em muitos lugar as pessoas pregando o tal do "evangelho da properidade", com palavras do tipo "clame a Deus porque Ele vai te dar um carro novo, uma casa nova, porque está escrito na Bíblia para pedir, por isso devemos pedir que Deus TEM que nos abençoar", BOBAGEM, não é errado pedir para Deus, o que é errado é só ir atrás para receber alguma coisa material.
O desejo do coração de Deus é simples, que nós tenhamos um relacionamento com Ele, prova disso é o versículo em João 1:12, que diz a respeito de Jesus, "
Porém alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus." Já passei por várias religiões e crenças, e em nenhuma delas ouvi falar que deus nos convida a chamarmos ele de pai, apenas o verdadeiro Deus, o Pai de Jesus Cristo, fala isso.
Ele ainda diz "
Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração." (Jeremias 29:13), aqueles que experimentam a presença de Deus, sabem que não há outra coisa igual, e como está escrito, se você procurar, pedir a presença de Deus, encontrará se pedir, procurar de todo o coração.
Volto a frizar, o que Deus quer é simplesmente um relacionamento com nós.