quarta-feira, 30 de junho de 2010

Comprometimento e envolvimento

Você já ouviu falar de uma pequena comparação do típico café da manhã americano, ovos e bacon?
Junto com essas duas coisas estão suas fontes, a galinha e o porco, qual é a diferença entre os dois?
A galinha está envolvida no processo porque ela é quem bota os ovos, já o porco está comprometido porque ele perdeu a vida para que o bacon fosse feito.
E é sobre essa diferença que escreverei um pouco hoje.
É muito fácil em qualquer coisa estarmos envolvidos, por exemplo, podemos estar envolvidos em um evento, ajudar no que precisa; podemos estar envolvidos em um relacionamento, sem nenhum compromisso; podemos estar envolvidos em obras, sem responsabilidades. A palavra da pessoa, que era algo que significava muito no passado e ainda significa em algumas culturas já não é mais sinônimo de honra e nem de confiança, hoje em dia apenas um papel assinado prova algo falado. Isso acaba resultando em uma falta de comprometimento, falta de compromisso. Você faz se trouxer algum benefício para você, se você achar que deve, não tem a obrigação de fazer só porque você falou. Péssimo costume.
Apesar disso, ainda existem os remanescentes, aqueles que tem realmente um compromisso com sua palavra, e estes são os que se comprometem pra valer. São os que dão o que podem pela causa, que agarram e vão até o fim por aquilo que se comprometeu.
O seu esforço demonstra o quão comprometido você está com aquilo, o quanto você leva a sério. Não há ninguém que se sacrifique por algo que acha que não vale a pena, não há ninguém que se doe por algo que não acredita.
O quanto você está comprometido com a palavra que você fala aos outros? O quanto você leva a sério os que te cercam? E mais...o quanto você está comprometido com Deus? Mais do que fazer coisas para Ele, viver com Ele. Você está realmente comprometido ou somente envolvido?

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Humores

Os seres humanos são compostos por personalidade, temperamentos, sentimentos e humores. Uma das definições de humor segundo o dicionário Houaiss é "Disposição de ânimo de alguma coisa para alguma coisa", e pode variar de acordo com o estado físico ou emocional da pessoa. Por exemplo, quando estamos cansados ficamos irritados, com menor tolerância para as coisas; quando nos acontece algo bom e estamos felizes ficamos de bom humor. Então o humor é mais uma das coisas que temos que aprender a lhe dar no nosso dia-a-dia. Muitas vezes podemos tratar as pessoas bem ou mal de acordo com ele, e isso mesmo sem ter a intenção.
Penso, seria possível "dominar" nosso humor? Há um meio de sempre tratar bem as pessoas? Talvez a melhor resposta seja procurar sempre descansar e se alimentar bem, isso pode contribuir no humor influenciado pelo estado físico. Já o humor influenciado pelas emoções, situações acredito que seja mais "indomável" porque as coisas que acontecem podem não estar sob nosso controle.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Olhos abertos

Com a sociedade incentivando cada vez mais o individualismo, que você pode fazer as coisas sem a ajuda dos outros, que é você e sua máquina apenas, temos uma grande desvantagem, a falta de uma opinião diferente.
Quando você vai fazer plano ou tem um projeto, fazê-lo sozinho é mais fácil, você decide e pronto, mas quando você ouve outra pessoa, pode encontrar uma opinião divergente.Isso para muitos não é legal, ouvir um pensamento diferente do seu, talvez por achar que você está certo, que tem razão, que seu método é o melhor, mas ouvir e analisar o que as outras pessoas falam é muito importante, porque assim você consegue ampliar seus horizontes. O modo como você vê as coisas muda, porque você começa a ver de um outro ângulo, ângulo tal que talvez você nunca tenha imaginado.
Ouvir outros pode te ajudar a superar barreiras, romper paradigmas. Quero deixar claro que o que estou dizendo aqui não é para simplesmente você ouvir e fazer tudo o que os outros falam, mas sim ter um senso crítico e analisar o que é dito, e então tomar a decisão. Talvez sua opinião esteja certa, talvez a do outro, talvez uma parte de cada um.
"Não havendo sábia direção, cai o povo, mas na multidão de conselheiros há segurança." (Provérbios 11:14).
Quando buscamos outras opiniões, talvez nossas idéias sejam confrontadas, mas também nossos olhos podem ser abertos.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Simplicidade e felicidade

Quando se tem muitas coisas para fazer, na correria do dia-a-dia, quase não sobra tempo para refletir nas coisas pequenas.
Alguns detalhes podem fazer a diferença, isso é visto em relacionamentos, principalmente entre casais. Algumas coisas pequenas que ele não faz irritam ela, não lembra de tirar o lixo, de colocar a toalha no varal, e ele acha que ela precisa variar mais na comida que faz, que gasta com coisas desnecessárias.
Pequenas coisas quando se juntam podem virar uma bola de neve e atrapalhar o casal que no fundo se ama, mas olha demais para os defeitos.
Criticar, reclamar apenas, não mudará a situação, o diálogo é fundamental. Fora isso, olhar para as coisas pequenas, as pequenas atitudes que demonstram o amor de um pelo outro. Se atentar as simples palavras "eu te amo" que por trás contém uma coerência faz com que o casal se torne mais feliz.
Valorizar pequenos gestos, palavras e atitudes, podem espantar a murmuração, insatisfação com o outro, porque nas coisas pequenas e simples você consegue ver que o outro se importa muito com você.
Falei aqui sobre um relacionamento conjugal, mas acredito que isso não se aplica somente a esse tipo, mas também na amizade, na família.
Na simplicidade você pode encontrar a felicidade.

domingo, 13 de junho de 2010

Eu estou vivo.

video
Uma encenação simples, mas que demonstra a nossa realidade muitas vezes.

sábado, 12 de junho de 2010

Qual é o tamanho do seu problema?

Na vida é comum termos dificuldades, dores que muitas vezes ninguém consegue ver, sentimentos engasgados na garganta, lágrimas desfarçadas com um sorriso. As dificuldades parecem grandes, os problemas parecem sem solução, "até quando continuarei sofrendo?" é o pensamento, "está difícil, doroloso, inacabável".
Deus não é somente o Deus da Eternidade, o Todo-Poderoso, mas é também Aquele que se importa com você, de como você se encontra. Não é, de modo algum, vergonhoso conversar com Deus e colocar todas as queixas, as tristezas, as dores. Ele melhor que ninguém conhece o que se passa em seu coração, Ele vê aonde ninguém vê.
Deus é mais do que alguém sentado em um trono no Céu vendo os homens lá de cima. É mais do que um mero desconhecedor da sua vida. Muito pelo contrário, é Alguém que se preocupa mais com você do que você mesmo.
Ser sincero com Deus, falar de TUDO, é exatamente a atitude que devemos ter. Não devemos falar por Ele não conhecer, mas devemos falar por confiar que há um Deus que se importa conosco.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Vida real...

Sonho com o dia em que a tormenta vai acabar
A tristeza vai passar
Hoje o caminho parece incerto
Mas isso não pode ser impedimento para o meu caminhar
Quando minhas pernas se cansam
Outro me ajuda e juntos prosseguimos
Indo além do que poderíamos imaginar
A vida valerá a pena
Se houver humildade e temor no coração
À Aquele que é o Senhor
Autor da salvação
Ao Deus de toda criação
A Quem devemos louvor e adoração

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Olhando para o futuro

Escrevi no início do ano que é importante planejar, de fato é. Mas não somente planejar visando o SEU futuro, mas também o das próximas gerações.
Já ouviu falar da palavra "treinamento"? Essa é a palavra-chave para um futuro melhor dos que ainda serão. Muitas pessoas aprenderam sozinhas de como realizar as coisas, ainda mais porque foi do século XX para frente que houve uma grande evolução tecnológica e facilitação de muitas coisas. Mas o que se fala hoje em dia no mundo das empresas é treinar, pessoas capacitadas para fazer algo, isso se chama "expertise", ter o conhecimento, estar preparado. Para ser um bom profissional é preciso ter isso.
E o que você tem feito em relação a isso? Caso você seja responsável por um grupo de pessoas, independente da representação que tenha esse grupo, você têm realizado algum tipo de treinamento para os novatos? O treinamento não precisa ser aquele treinamento militar que vemos nos filme, mas sim a instrução, a correção, alternativas de como realizar algo e até mesmo colocar a pessoa para desempenhar sua tarefa, para que ela com tudo isso, vivencie e consiga aprender.
É importante no planejamento inserir o treinamento, porque esse é um legado que você poderá deixar. Nós vemos muitas pessoas que foram reconhecidas por serem grandes líderes, porque treinaram outras. Acredito que o maior exemplo de líder que se pode ter é Cristo, Ele treinou Seus discípulos, da forma mais real possível, convivendo com eles, ensinando dia após dia. E a prova que Cristo foi um grande líder é que perduram até hoje Suas palavras e ensinamentos.
Podemos ter muitos outros exemplos, influências positivas e negativas, mas a questão não é discutir os bons e maus líderes, e sim afirmar a importância do treinamento.
Se você foi um dos que não recebeu treinamento, pense nisso, planeje e treine outros, porque assim essas pessoas sofrerão bem menos para aprender as coisas. Olhe para o futuro...

terça-feira, 1 de junho de 2010

Heróis anônimos

Estava pensando, quantas vezes passamos por heróis e nem os percebemos. Talvez aqueles que são os que fazem as coisas quando ninguém vê tem um mérito bem maior do que aqueles que se fazem ver trabalhando. Citarei aqui alguns heróis que muitas vezes não ganham o reconhecimento que de fato são merecedores.
Um bom exemplo é, você já parou para pensar nos limpadores de rua? Eles trabalham de uma forma que às vezes chega a ser desumano, por exemplo, debaixo do sol escaldante do meio dia, ao frio da madrugada, enquanto ninguém está vendo ou quando todos passam sem notá-los.
Muitas vezes vemos trabalhos árduos sendo pouco recompensados...sempre vemos o arquiteto ganhando elogios, méritos pela construção, mas quem levantou aquilo não foi ele, mas sim os pedreiros, mestre de obras.
Acredito que todo mundo já teve um professor que não gostava, e é de fato realidade, mas ser professor não é algo que é muito recompensador financeiramente falando, mesmo que seu trabalho seja tentar ensinar alunos, que podem não estar interessados, podem apenas querer ficar conversando.
Nesses três casos e em muitos outros que poderia falar aqui, existem tipos e tipos de trabalhadores, uns bons, outros não, mas talvez todos os dias passamos ao lado de heróis anônimos, que fazem a diferença quando ninguém vê.
Não devemos julgar as pessoas pelo seu trabalho, mas ver que ali tem uma pessoa importante, independente do que ela faça, talvez todos nós somos ou seremos heróis anônimos um dia.