terça-feira, 28 de abril de 2009

Quando o corpo não corresponde...

Estou em uma situação que não desejo pra você, estou doente, acho que começando a pegar sinusite. Sinto meus braços e pernas moles, minha cabeça dói e ainda tenho provas essa semana, apesar de que o feriado me dá um pouco de consolo.
É estranho quando entramos em situações que por mais que você queira, seu corpo não responde ao seu comando. É muito ruim isso. Tenho corrido para lá e para cá esses últimos tempos, tenho viajado, aproveitado. Coisas legais aconteceram nas viagens e isso é uma das coisas que me motiva a continuar mesmo com meu corpo falhando. Tenho me esforçado, para não perder aulas, para continuar normalmente com os compromissos, porque sei que existiram outros que já estiveram em situações piores e nem por isso largaram tudo o que tinham que fazer, muito pelo contrário, tiveram forças para continuar e terminar aquilo que estavam planejando no começo. Eles me inspiram e preciso seguir em frente independente das circunstâncias. A palavra chave é "superação". Superar as barreiras da dor, do cansaço, superar as dificuldades. Mesmo quando o corpo não corresponde, devemos nos esforçar para obter superação.

sábado, 25 de abril de 2009

Perdas, dores, há alguma esperança?

Estava pensando agora, a vida passa tão rápido não é mesmo? Você está na escola ainda e de repente quando olha ao seu redor já está trabalhando, correndo para lá e para cá.
Olha novamente e já está casado, tem filhos, quando menos percebe já é avô e a vida já se passou diante de seus olhos. É complicado pensar que tudo passa tão rápido, ao mesmo tempo que é triste. É difícil ver pessoas queridas indo embora, quando se perde alguém, o lugar da pessoa continua no coração, mas ela já não se encontra mais aqui. Perder alguém dói muito, mas infelizmente não tem como mudar as coisas, a vida é assim e ponto final.
Uma esperança resta, que é a de que há algo além dessa vida. Crer que há vida eterna e que nessa vida as lágrimas de dor não existem, que o sofrimento não é conhecido, mas a alegria é constante e imutável.
Eu creio nessa vida, e tenho bastante convicção que ela de fato existe, mas só há um modo de consegui-la, crendo em Alguém que pode dá-la. Jesus Cristo desceu do Céu e viveu na Terra, sofreu e passou todos os tipos de aflições, morreu, mas ressucitou, e tem poder para dar vida eterna a quem O ter em seu coração. Cristo é a esperança da vida após essa, é a chave para a entrar na porta da vida eterna.
Não acho que escolher crer nessa chave possa gerar algum arrependimento, mas sim a alegria e a paz de poder viver sabendo que há algo além dessa vida e que esse algo é muito bom.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Ranzinzas, impacientes, insatisfeitos...

Estava reparando outro dia, você já parou pra pensar, quantas vezes no dia você reclama de algo? Que não está satisfeito com algo? Que não aguenta esperar?
Sabe o que comecei a concluir? Que muitas vezes somos tão mimados, tão cheios de frescuras que não aceitamos esperar, não aceitamos o diferente, mas reclamamos e olhamos somente para nosso nariz. Quanto egoísmo. Precisamos aprender que o mundo não gira ao nosso redor, que nunca vai ser exatamente do modo que nós queremos. Precisamos entender que há outras opiniões, outras vontades, que há impossibilidades, que nem tudo é igual ao micro-ondas que é só colocar, esperar uns segundos e abrir porque já está pronto. Devemos deixar de ser ranzinzas, impacientes e insatisfeitos, Deus conhece a todos,sabe o tempo certo e o que deve acontecer, reclamar daquilo que acontece, ou que não acontece é a mesma coisa que dizer que Deus está errado e que Ele não sabe o que faz e também, reclamar não nos levará a lugar nenhum. Comecei a pensar nisso depois de assumir várias responsabilidades e não conseguir cumprir com todas, então as queixas começaram a aparecer, então parei e pensei, por qual motivo estou reclamando sendo que eu mesmo quis tudo isso? Pare e pense também, você tem sido ranzinza, impaciente e insatisfeito?

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Recomeço

Estou estudando outro idioma, e não está sendo muito fácil. Todo idioma tem suas regras gramaticais, modo de escrita e de pronuncia. Me lembrei durante uma aula de algumas coisas que no ínicio foram muito complicadas mas depois se tornaram normais na minha vida, como por exemplo o próprio portguês, tive que me esforçar no começo para aprender vogais, alfabeto e assim também está sendo para aprender essa nova língua.
Quando aprendi o português era apenas uma criança que não sabia ler e escrever, então ouvia as lições, correções e talvez até algumas broncas da professora, nem sempre ouvia atentamente, algumas vezes ouvia sem atenção, algumas vezes sem dar muita importância, mesmo assim a professora continuava a tentar ensinar minha sala. Ela foi perseverante e não desanimou, o resultado foi que todos aprenderam.
Assim também é na nossa vida, as vezes temos que ser como crianças que procuram aprender, ouvindo humildemente e prestando bastante atenção, Deus é Nosso Professor, pois está sempre querendo ensinar alguma coisa aos seus alunos,mesmo que eles não ouçam com atenção ou sejam indiferentes, Ele continua perseverante. Iremos nós aprender o que Ele que nos ensinar? As vezes é preciso recomeçar para aprender o modo certo.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Troca

Acho que todos já devem ter assistido um vídeo desses, para descontrair um pouco resolvi colocar esse que achei bem engraçado.
video

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Mentiras,mentiras e mais mentiras...

Hoje essa atitude se tornou comum, um boato se espalha e rapidamente todos já estão sabendo daquilo que não passa de uma mentira. É complicado entrar em sites e ver que 90% das notícias giram em torno de achismos e fontes sem certeza, um monte de notícias que são em muitas vezes criadas pela própria mídia para então chamar a atenção do público, depois que a verdade é descoberta aquilo passa e as pessoas voltam a dar atenção a mídia e até ser novamente enganada por ela.
Mentiras que servem para chamar a atenção, para alivar a barra, para trapacear, para causar destruição.Palavras ditas são muito signficativas, elas podem salvar ou destruir uma vida.
Então a pergunta é, o que os mentirosos ganham com a mentira? Talvez pode até ser que momentaneamente eles consigam o que querem, mas uma hora aquilo será descoberto e será muito pior para o mentiroso, pois será exposto e passará vergonha. Em casos de amizade, quando uma pessoa mente para a outra e essa descobre sua mentira, é muito mais difícil a confiança voltar.Nos dias atuais para conquistar a confiança de alguém é um pouco difícil, mas mais difícil ainda é reconquistar essa confiança. Apenas o perdão pode restaurar uma amizade quebrada pela mentira.
No caso da mídia devemos ficar atentos aquilo lemos, que assistimos e ouvimos, pois tudo aquilo pode ser somente para atrair mais olhares. Por isso é importante ter senso crítico diante das informações passadas e não simplesmente ouvir e sair falando por aí.
Que nós possamos usar nossa cabeça para pensar e não somente ocupar lugar no nosso corpo, pois se a inteligência nos foi dada é para usarmos ela e se possível da forma correta, para contrução e não destruição, para o amor e não o ódio, para coisas úteis e não as coisas fúteis, para dizer a verdade e não a mentira.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Eu te conheço? Quem é você?

Estava pensando hoje, nos dias atuais as pessoas ficam tão preocupadas com "o que os outros vão pensar de mim?", tendo então atitudes da "pessoa perfeita",isso para tentar não demonstrar aos outros que também é um ser humano que erra. Mesmo tentando usar um disfarce, haverá uma hora que a pessoa será ela mesma, normalmente quando está sozinha. Então pergunto, quem é você? Há uma música que diz "o que você faz quando ninguém te vê fazendo?", essas atitudes que você tem quando ninguém te vê demonstra de fato quem você é.
Do que adianta parecermos perfeitos se de fato não somos? Talvez outras pessoas nos reconheçam e façam elogios, mas de que adianta tudo isso? Claro, é bom ser elogiado, é bom ser reconhecido, mas qual é a graça de sermos elogiados e reconhecidos por não sermos nós mesmos? Para que então ser uma pessoa com inúmeras faces? No trabalho é de um jeito, em casa outro, no futebol outro, na frente da namorada outro, e quando todos descobrirem a verdade? Será que valerá a pena ter mentido todo esse tempo?
Particularmente, acho que prefiro ser reconhecido como alguém falho, mas que é verdadeiro do que como alguém que é o máximo não sendo quem sou de verdade.
Talvez ficou um pouco confusa essa última parte, mas resumindo, não importa quem você é, apenas seja você.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Cozinhar e ter postura...

Não esse post não é sobre comida, mas a relacionarei aqui. Ontem fui cozinhar uma carne para comer, fazia tempo que não cozinhava e foi um pouco complicado, pois por mais que eu lembrasse a teoria, a prática não era tão simples. Temperei a carne e coloquei ela na panela com óleo quente, em pouco tempo ela começou a fritar e espirrar óleo para fora da panela. Não me lembrava direito daquela sensação, de sentir algo quase invisível fazer arder minha pele, passava pela minha cabeça de como as pessoas que cozinham diariamente não se importam mais com aquilo e me lembrei que o corpo se acostuma com o tempo com essa situação. Há situações diárias que antes eram ou na teoria são coisas erradas, ruins, que machucam, com o passar dos dias acabamos nos acostumando com essas situações e se tornam normais, assim como as gotículas de óleo quente na pele de quem cozinha, mas isso não muda o fato de aquilo arde ou dói. O maior exemplo que ainda cito é a falta de amor, sentimentos são estranhos e imprevisíveis, mas devemos parar para pensar nisso, onde está o amor? E aquela frase que diz "faça aos outros o que quer que façam a você"? Devemos tomar uma postura diante todos esses fatos, o óleo quente em pouca quantidade apenas faz a pele arder um pouco, mas se for despejado em grande quantidade pode causar uma grave queimadura, e assim também as atitudes do cotidiano, algumas são pequenas e quase imperceptíveis, mas se colocadas ao mesmo tempo causam um grande estrago no coração. E por mais que esteja falando isso, também sou alguém que precisa parar para refletir mais nisso e agir com mais amor, que tal pensarmos nisso e tomarmos uma postura diante disso juntos?

quarta-feira, 1 de abril de 2009

A história da Vida...

Desculpe a demora para postar aqui, andei ocupado esses últimos dias e também pensei bastante a respeito desse post.
Vou contar uma história através de comparações e espero que você entenda a lógica da história.
Havia uma praia no nordeste brasileiro, linda, com uma areia branca, um Sol perfeito para um dia na praia. Ali também havia um rapaz que fazia lembranças da cidade com areia.
Ele trabalhava durante aquele dia, mas o tempo começou a fechar, nuvens escuras começaram a invadir o céu, o vento começou a ficar forte, o mar agitado. Todas as outras pessoas da praia pegaram suas coisas e foram embora, mas o rapaz ainda tinha alguns para fazer, então foi correndo até sua casa, pegou um guarda-sol e mesmo vindo a chuva ele continuou pegando areia para fazer suas esculturas. Depois de conseguir pegar o tanto de areia que precisava, foi embora para casa e um temporal muito forte caiu naquele dia, quebrando seu guarda-sol. O rapaz era de uma família muito simples, não tinham muitos recursos e com aquele temporal acabou pegando uma pneumonia, falecendo dias depois. Apesar de ter dado sua vida pelo seu trabalho, era aquilo que ele amava.

Nós somos como os grão de areia, Deus quando criou o Universo e os homens queria que eles vivessem juntos, mas devido ao orgulho, a mentira, a inveja, a ira, os homens começaram a se afastar e também afastar-se de Deus, que foi comparado ao Sol. O orgulho, a mentira, a inveja, a ira, e outras coisas são os ventos que separam os homens e trazem as nuvens de chuva, que agitam o mar, fazendo com que a vida não seja tão bela quanto poderia ser, muito pelo contrário, fazem da vida uma vida triste, solitária. Em todo o tempo da humanidade, Jesus sempre a quis perto Dele, por isso Ele se dedicava todos os dias pegando os grãos de areia para suas esculturas. Mesmo a humanidade tendo problemas, Ele a amou dando sua própria vida para conseguir pegar os grãos de areia. As esculturas que o rapaz fazia pode ser comparado com o Reino do Céu, Jesus sempre quer mais grãos de areia para compor o Seu Reino. Jesus deu Sua vida por nós, Ele saiu de sua majestade no Céu e veio na Terra como homem por causa dos nossos erros, e pagou com sua própria vida nossas falhas. Cada gota de sangue que Ele derramou na cruz foi que selou denovo a amizade com Deus, foi o que fez o Sol reaparecer na praia. Jesus morreu, mas três dias depois ressucitou vencendo a morte e hoje reina em glória e um dia Ele voltará para buscar os grãos de areia para Sua escultura, e Ele tem um desejo em Seu coração que eu já disse ali em cima, que mais grãos de areia venham compor Sua escultura. Mas como?? Como fazer parte do Reino de Cristo? Recebendo Jesus em seu coração. Se você acredita nessa história e quer fazer parte da escultura de Deus, te convido a fazer uma oração. "Senhor Jesus, muito obrigado por tudo o que o Senhor fez na cruz por mim, por pagar o preço da minha vida, peço perdão pelos meus erros e pecados, quero Te entregar agora minha vida, pois reconheço Você como Senhor e Salvador dela, no Seu Nome eu oro, amém."
Caso você tenha alguma dúvida deixe um comentário, os comentários desse blog são moderados então ele não aparecerá logo que você escrever, então pode me escrever, deixar email que responderei.
Desculpe o post gigantesco, mas espero que tenha valido a pena.